Sementes: Mulheres Pretas no Poder

    Júlia MarianoÉthel Oliveira
    Sementes: Mulheres Pretas no PoderSementes: Mulheres Pretas no Poder
    (2020)

    Trailer

    Sinopse

    Em resposta à execução de Marielle Franco, as eleições de 2018 se transformaram no maior levante político conduzido por mulheres negras que o Brasil já viu, com candidaturas em todos os estados. No Rio de Janeiro, Mônica Francisco, Rose Cipriano, Renata Souza, Jaqueline de Jesus, Tainá de Paula e Talíria Petrone se candidataram aos cargos de deputada estadual ou federal. O documentário acompanhou essas mulheres, em suas campanhas, mostrando que é possível uma nova forma de se fazer política no Brasil, transformando o luto em luta. O filme ficará disponível no YouTube, gratuitamente, até o dia 30 de setembro.

    Ficha técnica

    Por que assistir a este filme?

    O número de mulheres presentes no Congresso Nacional é baixíssimo. Na eleição de 2018, a mais próxima do lançamento deste documentário, elas representavam apenas 15% dos deputados e senadores federais. Mas, apesar do cenário ainda desanimador, a "semente" plantada por Marielle Franco começou a mudar um pouco mais a configuração da luta. Mais mulheres, muitas delas declaradas pretas, começaram a lutar ainda mais por espaço no poder público. E é isto que busca retratar o documentário 'Sementes: Mulheres Pretas no Poder', de Júlia Mariano e Éthel Oliveira. Aqui, a dupla de diretoras mergulha na história de candidatas da eleição de 2018, entendem suas dificuldades e, também, suas inspirações. No final, mais do que um bom retrato sobre a luta dessas mulheres pelo poder, historicamente usurpado por homens brancos, há também uma nova semente plantada. Quem sabe, no futuro, outras mulheres se sintam inspiradas por estas retratadas e, assim, busquem ocupar seu lugar de direito no comando do País.

    Matheus Mans

    Matheus Mans

    Editor do Filmelier

    Onde assistir?

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade

    Indisponível nos cinemas

    Publicidade