Soros

Jesse Dylan
SorosSoros
(2021)

Trailer

Sinopse

George Soros é uma figura controversa. Ele ficou famoso por apostar contra o Banco da Inglaterra em 1992 — e, assim, ganhou 1 bilhão em apenas um dia. Judeu e ativista por causas como a liberdade de imprensa e os direitos civis para minorias, Soros usa seu dinheiro para resolver os problemas e é criticado por ideólogos de esquerda e de direita. O documentário acompanha o bilionário em viagens pelo mundo, revelando sua história: como a experiência de sobreviver ao Holocausto deu origem à sua luta contra o ódio e o autoritarismo.

Ficha técnica

Por que assistir a este filme?

Na década de 2020, poucas figuras são tão controversas quanto o investidor e filantropo húngaro-estadunidense George Soros. Afinal, ele decidiu usar sua riqueza para combater governos autoritários e de viés fascista -- com isso, entram na lista nomes como Viktor Orbán, Donald Trump, Jair Bolsonaro, Recep Tayyip Erdoğan, dentre outros. Com isso, Soros se tornou pouco querido pela direita, que vê nele uma oportunidade de criar teorias conspiratórias. Em ‘Soros’, documentário de Jesse Dylan (de ‘Papai Bate um Bolão’), é possível acompanhar melhor a rotina e os ideais do húngaro-estadunidense. Não vai mudar a opinião de ninguém: quem o odeia, continuará com as mesmas ideias pré-formadas; quem gosta do trabalho que Soros faz, continuará admirando sua iniciativa. Ainda assim, é um filme interessante e que se torna, de alguma forma, o registro histórico de uma época.

Matheus Mans

Matheus Mans

Editor do Filmelier

Onde assistir?

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Indisponível nos cinemas

Publicidade