Edifício Gagarine

Fanny LiatardJérémy Trouilh
Drama2021

98 min

Edifício GagarineEdifício Gagarine
(2021)

Trailer

Sinopse

Youri, 16 anos, cresceu no Cité Gagarine, enorme conjunto habitacional de tijolos vermelhos em Ivry-sur-Seine, onde sonha em se tornar um cosmonauta. Ao tomar conhecimento de que o lugar onde mora está ameaçado de demolição, Youri decide se somar a um movimento de resistência. Com a cumplicidade de Diana, Houssam e dos moradores, ele se atribui a missão de salvar o conjunto habitacional, transformado na sua “nave espacial”.

Ficha técnica

Por que assistir a este filme?

Que estreia marcante de Fanny Liatard e Jérémy Trouilh na direção de longas. ‘Edifício Gagarine’ é daqueles filmes solares, que espantam quando vemos a filmografia dos diretores. Afinal, a produção sobre um edifício que vai ser demolido poderia ter seguido por vários caminhos desinteressantes. Mas segue o mais delicado possível. No centro da trama, Youri (Alseni Bathily). É um menino de 16 anos que vive sozinho nesse conjunto habitacional -- a mãe, afinal, vive em outro lugar e quase não tem mais contato com o garoto; enquanto o pai morreu há algum tempo. A demolição iminente do prédio, assim, é o pesadelo do garoto. Onde ele vai morar? Como vai fazer sem o edifício que é a sua referência? Além disso, nesse ínterim, Liatard e Trouilh inserem detalhes na história que deixam claro que o protagonista está no espectro autista. Não há, em momento algum, tratamento espetaculoso dessa condição do personagem -- como no péssimo ‘Music’. Tudo é feito com muito cuidado. Afinal, o filme não coloca os vários clichês visuais que envolvem o tema. A obsessão do menino pelas viagens espaciais, por exemplo, serve à trama, com um aspecto bem funcional, integrando a obsessão do menino com o desejo de salvar o prédio. Aliás, a jornada do garoto para salvar o edifício é belíssima. Não só tem a questão de uma previsibilidade necessária em sua vida, como é o último elo direto com sua família, mãe e pai. Um filme para se emocionar e viajar com toda sua delicadeza e sensibilidade.

Matheus Mans

Matheus Mans

Editor do Filmelier

Onde assistir?

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Fora de cartaz nos cinemas

Publicidade