Rua Guaicurus

    João Borges
    Rua GuaicurusRua Guaicurus
    (2022)

    Trailer

    Sinopse

    A rua Guaicurus é uma das maiores zonas de prostituição do Brasil, localizada no centro da cidade de Belo Horizonte, desde os anos 50. Atualmente funcionam mais de 25 hotéis na região, com aproximadamente três mil trabalhadoras do sexo. O filme vai revelar este enorme complexo de prostituição por meio de situações que eclodem das relações entre suas personagens.

    Ficha técnica

    Por que assistir a este filme?

    A Rua Guaicurus é uma via, em Belo Horizonte, conhecida pela prostituição. Nessa rua, que lembra o centro de qualquer outra grande cidade do País, conta com a particularidade de ter mulheres vendendo seus corpos, por algumas horas, em troca de um suado dinheiro. É a realidade, a vida dessas pessoas. E é sobre isso, justamente, que fala o filme ‘Rua Guaicurus’. Mistura documentário e ficção em uma trama líquida, que nunca se concretiza de fato, o longa-metragem passeia ao redor dos acontecimentos dessa rua mineira. E é aí que já vem a primeira grande sacada de ‘Rua Guaicurus’: a trama e o seu elemento de observação conversam, convivem. Prostitutas são misteriosas. Vivem entre realidade e ficção; verdade e mentira. O filme segue esse caminho. Não sabemos o que é verdade ou não. É uma grande sacada do cineasta João Borges, fazendo com que o filme ganhe camadas e não fique na mesmice. Tudo bem que é um pouco voyeurístico, apesar de se conter em algumas representações, mas funciona. Outro ponto de interesse é como o filme nunca condena essas mulheres: a venda de seus corpos é uma condição dentro de um contexto maior e o filme, acertadamente, nem tenta compreender isso. Sabe que é assim e ponto final, mostrando essa intimidade e como há vida em todo lugar. Até ali na Guaicurus.

    Matheus Mans

    Matheus Mans

    Editor do Filmelier

    Onde assistir?

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade

    Fora de cartaz nos cinemas

    Em breve em casa

    Publicidade