Casa de Antiguidades

João Paulo Miranda Maria
Drama2022

87 min

Casa de AntiguidadesCasa de Antiguidades
(2022)

Trailer

Sinopse

Em 'Casa de Antiguidades', Cristóvão, um homem mais velho, começa a trabalhar em uma moderna fábrica de laticínios. Ele se sente distante e não se identifica com o lugar, as pessoas e até a sociedade, sofrendo com o preconceito local. Aos poucos, ele vai se aproximando de vacas e bois, se reconectando com sua ancestralidade.

Ficha técnica

Por que assistir a este filme?

'Casa de Antiguidades', o primeiro longa do diretor brasileiro João Paulo Maria Miranda, é um filme extremamente peculiar: ainda que traga elementos desse cinema independente brasileiro que vem surgindo em festivais - como uma austeridade na imagem, uma crítica social forte e o afastamento da consolidação do gênero, mesmo que o filme flerte com um realismo mágico -, ele soa muito diferente de outras produções contemporâneas. É um filme contemplativo e disruptivo, que traz o choque pela abjeção imagética, retratando os efeitos de um país fundado no colonialismo e escravidão. A crítica se estabelece de forma óbvia, talvez até por necessidade, apesar de não assumir claramente esse lugar, como por exemplo 'Bacurau' faz com tanta maestria. O grande destaque é para o veterano Antônio Pitanga ('O Pagador de Promessas', 'Barravento'), que carrega o filme com uma força avassaladora e eleva a produção em todos os sentidos. Não é um longa fácil de digerir, mas é uma experiência forte e expressiva, reflexo de nossa sociedade.

Miguel Possebon

Miguel Possebon

Assistente de redação

Onde assistir?

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Em cartaz nos cinemas

Ingresso.com

Em breve em casa

Publicidade