Virar Mar

    Danilo Carvalho & Philipp Hartmann
    Virar MarVirar Mar
    (2022)

    Trailer

    Sinopse

    A água como metáfora física e metafísica e como pano de fundo da existência humana. Um ensaio entre documentário e ficção, entre o Sertão Brasileiro e os pântanos de Dithmarschen no norte da Alemanha. Dramas na observação do cotidiano em tempos de mudanças climáticas.

    Ficha técnica

    Por que assistir a este filme?

    Dirigido pela dupla Danilo Carvalho e Philipp Hartmann, mas roteirizado por este último, o ’Virar Mar’ tem uma ideia inicial boa e bem simples: falar sobre a relação das pessoas e da sociedade como um todo com a água. No Brasil, falta água; na Alemanha, sobra. No sertão nordestino, as pessoas lutam para não morrer de sede. Em uma região alemã, para não morrerem afogadas. É nessa dicotomia de cenários que ‘Virar Mar’ busca construir sua poesia. Inicialmente, acerta. É interessante ver o trabalho de edição experimental e criativo do filme, que vai costurando imagens que se contradizem. Na brincadeira de ficção documentada (ou documentário ficcional?), ‘Virar Mar’ confunde os espectadores em vários níveis. O que é real, o que é inventado? Nessas confusões, que vão embaralhando ainda mais essa dicotomia entre as diferentes realidades dos dois países, o longa-metragem acerta. Mostra que tem uma ideia muito boa, com uma visão de mundo ampla em que as verdades se contradizem. No entanto, uma pena, não consegue passar muito disso. ‘Virar Mar’ não encontra uma maneira de fazer com que o roteiro avance, traga mais ideias e reflexões de fato. Fica só nas perguntas, sem sair muito do lugar. No entanto, pode ser uma boa forma de pensar: qual a minha relação com a água que uso, bebo e tomo banho?

    Matheus Mans

    Matheus Mans

    Editor do Filmelier

    Onde assistir?

    Indisponível nos cinemas

    Em breve em casa

    Publicidade