Aquilo que eu Nunca Perdi

    Marina Thomé
    Aquilo que eu Nunca PerdiAquilo que eu Nunca Perdi
    (2022)

    Trailer

    Por que assistir a este filme?

    Chamada por muitos de “Patti Smith brasileira”, a cantora, compositora e instrumentista Alzira E é um acontecimento. De família musical (é irmã de Tetê Espíndola) e com habilidade vocal diferenciada, ela conseguiu encontrar seu espaço na cena independente da música popular brasileira, com músicas como ‘Tristeza Não’ e ‘Devia Ser Proibido’. Sua trajetória é finalmente celebrada e esmiuçada em ‘Aquilo que eu Nunca Perdi’, documentário de Marina Thomé. Com muitas imagens de arquivo e entrevistas interessantes, mixadas em uma edição curiosa que se equilibra entre o experimentalismo e o convencional, o filme é um alento para fãs que querem saber mais sobre Alzira. Clique aqui para ler a entrevista com a diretora

    Matheus Mans

    Matheus Mans

    Editor do Filmelier

    Nascida no interior do Mato Grosso do Sul, Alzira E começou a carreira musical com seus irmãos, Tetê e Geraldo Espíndola, até emigrar para São Paulo nos anos 80, onde construiu uma sólida carreira como compositora e intérprete com parceiros como Itamar Assumpção e Ney Matogrosso. Hoje, aos 65 anos, Alzira lidera uma banda de rock.

    Compartilhar

    Onde assistir?

    Em breve em casa