Babilônia

Damien Chazelle
BabilôniaBabilônia
(2023)

Trailer

Por que assistir a este filme?

Depois de vencer o Oscar de Melhor Direção pelo delicioso e romântico ‘La La Land’, o cineasta Damien Chazelle retorna ao que sabe e gosta de fazer: histórias emocionantes que envolvem o mundo das artes. Depois de falar em duas ocasiões sobre a música (também em ‘Whiplash’, seu primeiro longa), agora ele mira sua câmera para a Hollywood dos anos de 1920 e 1930. Naquele momento, o berço do cinema ocidental passa por uma transformação intensa, em que o cinema mudo passa para o cinema falado. A partir disso, com a história dos personagens Jack Conrad (Brad Pitt), Nellie LaRoy (Margot Robbie) e Manny Torres (Diego Calva), entendemos mais sobre os desafios desse universo, com cenas que vão da escatologia ao drama, da comédia ao besteirol. É um passeio por gêneros que, no fundo, também faz homenagens claras e sensíveis ao cinema – com referências aos clássicos ‘Cantando na Chuva’ e ‘Crepúsculo dos Deuses’, por exemplo. Tudo isso com grandes atuações, principalmente de Robbie (‘Aves de Rapina’) e Calva (‘Narcos: México’). Há quem não goste do filme, chamando-o de exagerado, fora de tom e por aí vai. Mas acredite: esta produção dantesca de Chazelle pode te conquistar.

Matheus Mans

Matheus Mans

Editor do Filmelier

Ambientado no final dos anos 1920 e início dos anos 30, durante a transição de Hollywood dos filmes mudos para os filmes falados. Ele segue estrelas, executivos de cinema, cineastas e demais personagens de Hollywood durante um período tumultuado, mágico e suntuoso da indústria.

Compartilhar

Onde assistir?

Em cartaz nos cinemas

Ingresso.com

Em breve em casa