Pixel do Facebook

Amor Sertanejo

    Fabrício BittarRaphael Erichsen
    Amor SertanejoAmor Sertanejo
    (2020)

    Trailer

    Sinopse

    Uma homenagem à história da música sertaneja. Luan Santana, Michel Teló, Chitãozinho e Xororó e outros grandes nomes revelam os bastidores do gênero mais amado do Brasil e como o Sertanejo Universitário transformou-se num fenômeno do show business.

    Ficha técnica

    Por que assistir a este filme?

    Do início caipira com Tonico e Tinoco, Milionário e José Rico e Inezita Barroso, passando pelos sucessos de Chitãozinho & Xororó, Leonardo e Zezé di Camargo & Luciano e, principalmente, até chegar aos dias de hoje com os “universitários”. O sertanejo evoluiu através dos anos e se tornou um fenômeno. Uma máquina de fazer de dinheiro. E é nessa transformação e nesse sucesso que se debruça o bom documentário ‘Amor Sertanejo’. Nele, o diretor Fabrício Bittar deixa a comédia besteirol de Danilo Gentili pra colocar um olhar analítico sobre o gênero. Afinal, mais do que falar sobre essa transformação da música regional para uma pegada mais pop, o filme traz um senso crítico raro de ser visto. Há provocações, há reflexões e questionamentos. Ainda que seja perceptível a falta de entrevistados essenciais, como As Irmãs Galvão, César Menotti & Fabiano e Zezé di Camargo & Luciano, o importante está ali, destacado em rápidos 78 minutos. E o melhor: não é um documentário apenas para fãs de sertanejo. Mas sim para todos que gostam de entender mais sobre música e como a indústria tem se transformado nos últimos anos.

    Matheus Mans

    Matheus Mans

    Editor do Filmelier

    Onde assistir?

    Indisponível nos cinemas

    Publicidade