Destacamento BloodFilme na Netflix

Spike Lee
Drama2020

154 min

Destacamento BloodDestacamento Blood
(2020)

Trailer

Sinopse

Quatro veteranos da Guerra do Vietnã: Paul, Otis, Eddie e Melvin. Acompanhados do filho de Paul, retornam ao Vietnã em busca dos restos mortais do líder de seu esquadrão e de um tesouro escondido.

Ficha técnica

Por que assistir a este filme?

Em sua obra, o cineasta Spike Lee frequentemente alerta para o racismo estrutural que existe nos Estados Unidos -- sempre com uma linguagem muito particular e um estilo de filmagem muito marcante. No entanto, o diretor também tem se preocupado em unir essa mensagem com a ressignificação de algumas importantes passagens da história americana. Em ‘Infiltrado na Klan’, por exemplo, colocou um homem negro (John David Washington) como protagonista de sua própria história enquanto tenta descortinar um célula da Ku Klux Klan. Agora, em ‘Destacamento Blood’, Lee se volta aos dramas da Guerra do Vietnã e mostra a importância de soldados negros no conflito. Ainda que se passe em outra época e em outro país, o longa-metragem continua a se voltar às questões raciais dos Estados Unidos e a mostrar como as diferenças étnicas continuam assustadoramente gritantes no tratamento social. Tudo isso embalado por uma narrativa de guerra poderosa, lembrando ‘Apocalypse Now’, de Francis Ford Coppola, que mistura narrativas que se entrelaçam no final. Isso sem falar da excelente trilha sonora, com batidas ao som de Marvin Gaye.

Filmelier

Filmelier

As nossas sugestões

Lançado com exclusividade na Netflix, ‘Destacamento Blood’ dá continuidade ao que o cineasta Spike Lee começou a contar em seu celebrado ‘Infiltrado na Klan’. Na prática, as histórias não possuem conexão alguma. Por outro lado, o novo longa segue a linha de ressignificar eventos passados. Enquanto o de 2018 falava sobre a Ku Klux Klan revivida a partir do filme ‘O Nascimento de uma Nação’, a produção da Netflix busca dar novos olhares sobre a Guerra do Vietnã e mostrar, de maneira dolorosa, como a comunidade negra estava em meio ao fogo cruzado. Afinal, no Vietnã, eram mortos pelo inimigo criado pelo governo. Já nas ruas americanas, policiais matavam, prendiam sem motivo e agrediam. Dessa forma, se valendo da história de um quarteto de veteranos do exército e de referências explícitas de ‘Apocalypse Now’, Lee mostra como ideias e atitudes podem se perpetuar em diferentes sentidos e como a violência sempre acompanhou os povos periféricos. Tudo acompanhado de uma atuação de ponta de Delroy Lindo (‘O Nome do Jogo’) e uma fotografia deslumbrante. Além disso, vale ressaltar: é preciso deixar o sono de lado para assistir ao filme. Faltou uma edição mais apurada aqui e sobra gordura nas mais de 2h30 de duração. E Spike Lee, assim como em ‘Infiltrado na Klan’, não sabe dosar algumas metáforas, beirando o tosco. Mas tudo bem. O que importa aqui é a mensagem, forte em tempos de Black Lives Matter. E essa mensagem, sem dúvidas, vai ecoar por aí.

Matheus Mans

Matheus Mans

Editor do Filmelier

Onde assistir?

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Indisponível nos cinemas

Disponível em casa

Publicidade