Prime Video Channels

Com Channels, Amazon Prime Video vira a TV paga 2.0

Com a novidade, que acaba de chegar ao Brasil, você poderá assinar e acessar conteúdos de outros canais dentro do próprio Amazon Prime Video

2 de setembro de 2020 11:30
- Atualizado em 8 de setembro de 2020 17:45

A Amazon anunciou nesta quarta, 2, que o Prime Video Channels já está disponível ao Brasil. Com a novidade, os assinantes do Prime poderão “agregar” novas assinaturas de conteúdo em vídeo ao seu pacote – literalmente, são canais a mais, tal qual uma TV paga via internet. Porém, você só paga por aquilo que quiser e pode cancelar quando preferir.

Já estão confirmados STARZPLAY, Paramount+, MGM, Looke e Noggin e as mensalidades adicionais começam em R$ 9,50. Apesar do nome “Channels” (canais, em português), os conteúdos são não-lineares – ou seja, você assiste quando e como quiser, sem uma programação pré-definida.

A principal vantagem para o usuário é que não há mais a necessidade de um app e uma assinatura separada para cada um desses serviços. Com o Channels, todos ficam centralizados dentro da assinatura do Amazon Prime e são acessíveis pelo aplicativo ou pelo site do Prime Video.

O conteúdo do Paramout+ dentro do Prime Video Channels (Foto: reprodução)

“Ao simplificar a experiência de entretenimento de nossos clientes dentro do aplicativo Prime Video, podemos tornar ainda mais fácil para eles selecionarem, assinarem e desfrutarem de seus programas de TV e filmes favoritos”, disse João Mesquita, Head do Amazon Prime Video no Brasil, em comunicado para a imprensa. 

Publicidade

Com isso, em um só lugar, o espectador poderá assistir a ‘Normal People’, do STARZPLAY; ‘The Handmaid’s Tale’, do Paramount+; e ‘The Boys’, do Prime Video, por exemplo.

Os preços dos canais variam de R$ 9,50 (o serviço educional Noggin, desenvolvido pelo canal Nick Jr.) a R$ 19,90 (Paramount+). Clique aqui para conhecer a oferta de canais completa, incluindo os conteúdos disponíveis.

Todos os canais possuem testes gratuitos de sete dias – enquanto o conteúdo “básico” do Prime Video, sem cobrança adicional, continuará destacado com um selo escrito “Prime”.

O conteúdo dentro da assinatura “básica” do Prime Video continua destacado com um selo (Foto: reprodução)

Há vantagens também para o provedor do conteúdo. Ele não precisa se preocupar com cobranças e burocracias com o sistema bancário brasileiro, além de ter seus filmes e séries hospedados e acessados por meio dos robustos servidores da Amazon – evitando gargalos técnicos ou grandes investimentos para evitá-los.

A Amazon promete que novos canais serão adicionais nos próximos meses. Um dos aguardados é a HBO, que havia surgido rapidamente dentro do Prime Video em junho, como explicamos aqui no Filmelier.

Além disso, como antecipamos em maio, será lançado no Brasil, até o final do ano, o Prime Video Store. Nessa modalidade, é possível comprar e alugar filmes à parte, como acontece no NOW, Google Play e iTunes/Apple TV. Clique aqui para saber mais.