5AB01789-FF85-46F9-A36C-F9135A3B7EDB

Disney encerra uma era e anuncia novo CEO

Bob Iger, CEO até ontem (25), antecipou a saída do cargo

26 de fevereiro de 2020 10:20
- Atualizado em 17 de junho de 2020 12:09

Uma era acabou na Walt Disney Company – e outra começou. A companhia anunciou que Robert Allen Iger deixa, com efeito imediato, o cargo de CEO, assumindo o posto de presidente executivo do grupo – sendo substituído por Bob Chapek, que era presidente da Disney Parks, Experiences and Products desde 2018. Iger entrou no grupo em 1996, onde continuará até 31 de dezembro de 2021, que é quando acaba o contrato do executivo.

Ainda que a saída de Iger não seja exatamente uma surpresa, o momento foi – teoricamente, o executivo tinha mais algum tempo para deixar o posto para um substituto, caso o fizesse.

Sob o comando de Iger, a Disney mudou e cresceu com uma fome voraz por aquisições. O americano assumiu o cargo de CEO em 2005 e, de lá para cá, liderou as compras de Pixar (US$ 7,4 bilhões), Marvel Entertainment (US$ 4 bilhões), Lucasfilm (US$ 4 bilhões) e 21st Century Fox (U$ 71,3 bilhões).

Com poder de fogo, os estúdios do grupo alcançaram uma bilheteria global de US$ 13 bilhões apenas em 2019, com sete filmes ultrapassando a mágica marca de US$ 1 bilhão – e ‘Vingadores: Ultimato’ se transformou na maior bilheteria da história.

Foi também sobe a batuta do executivo que a Disney comprou, em 2016, a BAMTech, que se tornaria a Disney Streaming Services – a base tecnológica da plataforma Disney+. Isso, mais o conteúdo assegurado no período (incluindo franquias como ‘Star Wars’ e os heróis da Marvel), permitiu ao grupo provocar o maior terremoto no mercado de video on demand desde o começo dos originais da Netflix.

Publicidade

De acordo com The Hollywood Reporter, tudo isso fez de Iger um dos executivos mais bem-pagos do entretenimento, com um salário anual de US$ 47,5 milhões (R$ 206 milhões) em 2019, e de US$ 65,6 milhões (R$ 285 milhões) em 2018.

Bob Chapek, o novo chefe do Mickey (crédito: divulgação / Disneyland Resorts)

O substituto, Bob Chapek, está no conglomerado desde 1993 e lidera a divisão de parques desde 2015 – sendo promovido ao cargo atual em 2018. Antes, trabalhou com produtos de consumo, distribuição de filmes e home entertainment, o que dá ao executivo uma ampla visão do negócio. Mais recentemente, Chapek levou os Disney Resorts para Xangai, na China, e lançou áreas temáticas de Star Wars na Disneyland e Disney World. Ele será o sétimo CEO da história da Disney – companhia fundada pelos irmãos Roy Oliver e Walter Elias Disney em 1923.

Foto de destaque: Bob Iger e Bob Chapek (crédito: divulgação / Disneyland Resort)