02 Thaia Perez _ Clarissa Kiste _ Carolina Bianchi _ Mawusi Tulani _ Agyei Augusto

Filme brasileiro é selecionado para a competição oficial do Festival de Berlim

O longa-metragem ‘Todos os Mortos’ entra na disputa pelo prestigiado Urso de Ouro do Berlinale

29 de janeiro de 2020 11:53
- Atualizado em 17 de junho de 2020 12:28

‘Todos os Mortos’, dirigido por Caetano Gotardo (‘O Que Se Move‘) e Marco Dutra (‘As Boas Maneiras‘), foi selecionado para a competição oficial 70º Festival Internacional de Cinema de Berlim, que ocorre de 20 de fevereiro a 1º de março de 2020. A divulgação da lista ocorreu nesta quinta (29).

O longa-metragem é ambientado em São Paulo entre 1899 e 1900. Duas famílias, uma branca, os Soares, e outra negra, os Nascimento, guiam a trama, que se passa onze anos após o fim do período escravista – passado recente que ainda mantém os decadentes Soares presos à ideia de superioridade e posse.

Uma das produtoras é Sara Silveira, que tem mais de 30 anos de experiência e produziu longas como ‘Cinema, Aspirinas e Urubus‘ (selecionado no Festival de Cannes), ‘Vazante‘ (Berlim), ‘Girimunho’ (Veneza e Toronto) e ‘Bicho de Sete Cabeças‘ (Locarno e Toronto), entre vários outros.

Os diretores Marco Dutra e Caetano Gotardo (Crédito: divulgação/Beth Gotardo)

O título se junta a outros 17 longas que vão disputar os principais prêmios da atual edição do Berlinale – incluindo os Ursos de Prata de atuação, roteiro e produção, além do Urso de Ouro de melhor filme.

Publicidade

A seguir, os longas que fazem parte da competição oficial, com os títulos originais e, quando aplicável, o nome internacional entre parênteses:

  • ‘Berlin Alexanderplatz’, de Burhan Qurbani. País: Alemanha / Países Baixos 
  • ‘DAU. Natasha’, de Ilya Khrzhanovskiy, Jekaterina Oertel. País: Alemanha 
  • ‘Domangchin yeoja’ (‘The Woman Who Ran’), de Hong Sangsoo. País: Coreia do Sul  
  • ‘Effacer l’historique’ (‘Delete History’), de Benoît Delépine, Gustave Kervern. País: França/Bélgica 
  • ‘El prófugo’ (‘The Intruder’), de Natalia Meta. País: Argentina / Mexico
  • ‘Favolacce’ (‘Bad Tales’), de Damiano & Fabio D’’Innocenzo. País: Itália/Suíça
  • ‘First Cow,’ de Kelly Reichardt. País: Estados Unidos
  • ‘Irradiés’ (‘Irradiated’), de Rithy Panh. País: França / Camboja
  • ‘Le sel des larmes’ (‘The Salt of Tears’), de Philippe Garrel. País: França/ Suíça
  • ‘Never Rarely Sometimes Always’, de Eliza Hittman. País: Estados Unidos
  • ‘Rizi’ (‘Days’), de Tsai Ming-Liang. País: Taiwan
  • ‘The Roads Not Taken’, de Sally Potter. País: Reino Unido
  • ‘Schwesterlein’ (‘My Little Sister’), de Stéphanie Chuat, Véronique Reymond. País: Suíça
  • ‘Sheytan vojud nadarad’ (‘There Is No Evil’), de Mohammad Rasoulof. País: Alemanha/República Checa/Irã
  • ‘Siberia’, de Abel Ferrara. País: Itália/Alemanha/México
  • ‘Todos os Mortos (‘All the Dead Ones’), de Caetano Gotardo, Marco Dutra. País: Brasil/França
  • ‘Undine’, de Christian Petzold, País: Alemanha/França
  • ‘Volevo nascondermi’ (‘Hidden Away’), de Giorgio Diritti. País: Itália

O Brasil no Berlinale 2020

‘Todos os Mortos’ se junta a uma longa lista de produções e coproduções brasileiras que estarão em Berlim este ano, nas diversas mostras paralelas do festival. São 18 no total, sendo oito longas com produção majoritariamente brasileira.

Confira a relação completa:

Longas majoritariamente brasileiros

  • ‘Alice Junior’, de Gil Baroni (mostra Generation)
  • ‘Irmã’, de Luciana Mazeto e Vinicius Lopes (mostra Generation)
  • ‘Meu Nome é Badgá’, de Caru Alves de Souza (mostra Generation)
  • ‘Cidade Pássaro’, de Matias Mariani, coprodução com França (mostra Panorama)
  • ‘O Reflexo do Lago’, de Fernando Segtowick (mostra Panorama)
  • ‘Vento Seco’, de Daniel Nolasco (mostra Panorama)
  • ‘Luz nos Trópicos’, e Paula Gaitán (mostra Forum)
  • ‘Vil, Má’, de Gustavo Vinagre (mostra Forum)

Curtas e médias metragens

  • ‘(Outros) Fundamentos, de Aline Motta (mostra Forum Expanded)
  • ‘Apiyemiyeki?’, de Ana Vaz em coprodução com França, Holanda e Portugal (mostra Forum Expanded)
  • ‘Jogos Dirigidos’, de Jonathas de Andrade (mostra Forum Expanded)
  • ‘Letter From a Guarani Woman in Search for Her Land Withou Evil’, de Patricia Ferreira (mostra Forum Expanded)
  • ‘Vaga Carne’, de Grace Passô e Ricardo Alves Jr. (mostra Forum Expanded)
  • ‘Rã’, direção de Julia Zakia e Ana Flávia Cavalcanti (mostra Generation)

Coproduções minoritárias

  • ‘Chico Ventana Tambien Quisiera ter un Submarino’, de Alex Piperno (Uruguai), coprodução brasileira (mostra Forum)
  • ‘Los Coductos’, de Camilo Restrepo (Colômbia), coprodução brasileira (mostra Encounters)
  • ‘Nardjes A.’, do brasileiro Karim Aïnouz (Argélia/França) (mostra Panorama)
  • ‘Un Crimen Común’, de Francisco Márquez (Argentina), coprodução brasileira (mostra Panorama)