1917

Globo de Ouro 2020: ‘Era Uma Vez em Hollywood’ e ‘1917’ são os grandes vencedores

A Netflix foi a grande decepção: das 34 indicações, ficou com apenas dois prêmios

6 de janeiro de 2020 01:47
- Atualizado em 17 de junho de 2020 12:27

Em uma noite na qual ‘História de Um Casamento‘ tinha mais indicações e a Netflix parecia o grande papa-prêmios, quem se deu bem foram Quentin Tarantino e Sam Mendes. É que, entre os filmes, as produções dos dois cineastas foram as maiores premiadas da edição 2020 do Globo de Ouro, que abre a temporada de premiações em Hollywood.

A cerimônia de entrega das estatuetas aconteceu neste domingo, 5 de janeiro, em Beverly Hills, Califórnia. Os indicados e vencedores são escolhidos pelos 93 membros da Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood – e, além de ser considerada uma prévia do Oscar, ainda tem o mérito de unir televisão e cinema na mesma festa.

Entre os vencedores, ‘Era Uma Vez em Hollywood‘ ficou com três estatuetas (Melhor roteiro; Melhor ator coajudvante, com Brad Pitt; e Melhor filme – musical ou comédia), enquanto ‘1917‘ levou na outra categoria mais importante da noite para o cinema (Melhor filme – drama) e ainda de Melhor diretor.

Publicidade

Coringa‘ foi outro filme premiado em duas categorias, incluindo a de Melhor ator de drama para Joaquin Phoenix. Quem merece o mesmo destaque é ‘Rocketman‘: a cinebiografia ficou também com duas estatuetas, com a de Melhor ator em comédia ou musical indo para Taron Egerton – e a de Melhor canção original acabou nas mãos dos protagonistas da história na vida real, Elton John e Bernie Taupin.

Outro que recebeu um prêmio na noite (de Filme estrangeiro) foi o sul-coreano ‘Parasita‘, que também é o grande favorito para o Oscar.

‘História de Um Casamento’ era o filme com o maior número de indicações, mas só levou uma estatueta

Das seis indicações, ‘História de Um Casamento‘ ficou apenas com uma estatueta, para Laura Dern como Melhor atriz coadjuvante. Em termos de cinema, essa foi o único prêmio de uma produção distribuída pela Netflix. Inclusive, ‘O Irlandês‘ foi a grande decepção: Martin Scorsese terminou a festa de mãos vazias, assim como ‘Dois Papas‘.

Considerando as séries de TV, a plataforma de streaming por assinatura começou o Globo de Ouro com 34 indicações, mas terminou a festa com apenas duas estatuetas. A segunda foi para Olivia Colman, por ‘The Crown’.

Mais uma surpresa, nas categorias da sétima arte, ficou mesmo com ‘Link Perdido’, uma produção totalmente feita em stop motion e que venceu como Melhor animação – desbancando as grandes produções da Disney. Curiosamente, ao menos no Brasil, ficou tudo em casa: o longa-metragem também foi distribuído pela Disney nos cinemas do nosso país. Ainda assim, o título ainda permanece inédito no streaming brasileiro.

A lista completa de indicados (com os vencedores em negrito) está a seguir. Estão incluídas as categorias de TV. Quando disponível, clique no link do título da produção para ter mais informações e saber onde assistir.

Melhor ator em série – comédia ou musical

Ramy Youssef (‘Ramy’)
Michael Douglas (‘The Kominsky Method)
Bill Hader (‘Barry’)
Ben Platt (‘The Politician’)
Paul Rudd (‘Living with Yourself’)

Melhor ator em minissérie ou filme para a TV

Christopher Abbott (‘Catch-22’)
Sacha Baron Cohen (‘The Spy’)
Russell Crowe (‘The Loudest Voice’)
Jared Harris (‘Chernobyl’)
Sam Rockwell (‘Fosse/Verdon’)

Melhor ator coadjuvante em uma série, minissérie ou filme para a TV

Alan Arkin (‘The Kominsky Method’)
Kieran Culkin (‘Succession’)
Andrew Scott (‘Fleabag’)
Stellan Skarsgård (‘Chernobyl’)
Henry Winkler (‘Barry’)

Melhor série de TV – drama

‘Big Little Lies’ (HBO)
‘The Crown’ (Netflix)
‘Killing Eve’ (BBC America)
‘The Morning Show’ (Apple TV+)
‘Succession’ (HBO)

Melhor atriz em série – comédia ou musical

Christina Applegate (‘Dead to Me’)
Rachel Brosnahan (‘The Marvelous Mrs. Maisel’)
Kirsten Dunst (‘On Becoming a God in Central Florida’)
Natasha Lyonne (‘Russian Doll’)
Phoebe Waller-Bridge (‘Fleabag’)

Melhor filme em língua estrangeira

‘The Farewell’
‘Dor e Glória’
‘Retrato de uma Jovem em Chamas’
Parasita
‘Os Miseráveis’

Melhor ator em série de TV – drama

Tobias Menzies (‘The Crown’)
Billy Porter (‘Pose’)
Brian Cox (‘Succession’)
Kit Harington (‘Game of Thrones’)
Rami Malek (‘Mr. Robot’)

Melhor roteiro – filme

Noah Baumbach (‘História de um Casamento’)
Bong Joon-ho e Han Jin-won (‘Parasita’)
Anthony McCarten (‘Dois Papas’)
Quentin Tarantino (‘Era Uma Vez em Hollywood’)
Steven Zaillian (‘O Irlandês’)

Melhor filme – animação

Frozen 2′
‘Como Treinar o Seu Dragão 3’
‘Link Perdido’
‘Toy Story 4’
‘O Rei Leão’

Melhor atriz coadjuvante em qualquer filme

Kathy Bates (‘O Caso Richard Jewell’)
Annette Bening (‘O Relatório’)
Laura Dern (‘História de um Casamento’)
Jennifer Lopez (‘As Golpistas’)
Margot Robbie (‘O Escândalo’)

Melhor série de TV – musical ou comédia

Barry’ (HBO)
‘Fleabag’ (BBC/Amazon)
‘The Kominsky Method’ (Netflix)
‘The Marvelous Mrs. Maisel’ (Amazon)
‘The Politician’ (Netflix)

Melhor música original – Filme

“Beautiful Ghosts” (‘Cats’)
“(I’m Gonna) Love Me Again” (‘Rocketman’)
“Into the Unknown” (‘Frozen II’)
“Spirit” (‘O Rei Leão’)
“Stand Up” (‘Harriet’)

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para a TV

Patricia Arquette (‘The Act’)
Helena Bonham Carter (‘The Crown’)
Toni Collette (‘Inacreditável’)
Meryl Streep (‘Big Little Lies’)
Emily Watson (‘Chernobyl’)

Melhor atriz em série de TV – drama

Olivia Colman (‘The Crown’)
Jennifer Aniston (‘The Morning Show’)
Judie Comer (‘The Killing Eve’)
Nicole Kidman (‘Big Little Lies’)
Reese Whiterspoon (‘The Morning Show’)

Melhor diretor – Filme

Bong Joon Ho (‘Parasita’)
Sam Mendes (‘1917’)
Todd Phillips (‘Coringa’)
Martin Scorsese (‘O Irlandês’)
Quentin Tarantino (‘Era Uma Vez em Hollywood’)

Melhor atriz em minissérie ou filme para a TV

Kaitlyn Dever (‘Inacreditável’)
Joey King (‘The Act’)
Helen Mirren (‘Catherine the Great’)
Merritt Wever (‘Inacreditável’)
Michelle Williams (‘Fosse/Verdon’)

Melhor minissérie ou filme para a TV

Catch-22′ (Hulu)
‘Chernobyl’ (HBO)
‘Fosse/Verdon’ (FX)
‘The Loudest Voice’ (Showtime)
‘Inacreditável’ (Netflix)

Melhor trilha original

Daniel Pemberton (‘Brooklyn: Sem Pai Nem Mãe’)
Alexandre Desplat (‘Adoráveis Mulheres’)
Hildur Guðnadóttir (‘Coringa’)
Thomas Newman (‘1917’)
Randy Newman (‘História de Um Casamento’)

Melhor ator coadjuvante em qualquer filme

Tom Hanks (‘Um Lindo Dia na Vizinhança’)
Anthony Hopkins (‘Dois Papas’)
Al Pacino (‘O Irlandês’)
Joe Pesci (‘O Irlandês’ )

Brad Pitt (‘Era Uma Vez em Hollywood’)

Melhor ator em filme – musical ou comédia

Daniel Craig (‘Entre Facas e Segredos’)
Roman Griffin Davis (‘Jojo Rabbit’)
Leonardo DiCaprio (‘Era Uma Vez em Hollywood’)
Taron Egerton (‘Rocketman’)
Eddie Murphy (‘Meu Nome é Dolemite’)

Melhor atriz em filme – musical ou comédia

Awkwafina (‘The Farewell’)
Ana de Armas (‘Entre Facas e Segredos’)
Cate Blanchett (‘Cadê Você, Bernadette?’)
Beanie Feldstein (‘Fora de Série’)
Emma Thompson (‘Talk Show: Reinventando a Comédia’)

Melhor filme – musical ou comédia

‘Era Uma Vez em Hollywood’
‘Jojo Rabbit’
‘Entre Facas e Segredos’
‘Rocketman’
‘Meu Nome é Dolemite’

Melhor ator em filme – drama

Christian Bale (‘Ford vs Ferrari’)
Antonio Banderas (‘Dor e Glória’)
Adam Driver (‘História de um Casamento’)
Joaquin Phoenix (‘Coringa’)
Jonathan Pryce (‘Dois Papas’)

Melhor atriz em filme – drama

Cynthia Erivo (‘Harriet’)
Scarlett Johansson (‘História de Um Casamento’)
Saoirse Ronan (‘Adoráveis Mulheres’)
Charlize Theron (‘O Escândalo’)
Renée Zellweger (‘Judy: Muito Além do Arco-Íris’)

Melhor filme – drama

‘O Irlandês’
‘História de Um Casamento’
1917′
‘Coringa’
‘Dois Papas’