james-caan-3

James Caan, eternizado por ‘O Poderoso Chefão’, morre aos 82 anos

O ator interpretou Sonny Corleone no épico de Francis Ford Coppola

7 de julho de 2022 15:53

James Caan, que foi indicado ao Oscar como o mafioso Sonny Corleone em ‘O Poderoso Chefão’, morreu ontem, quarta-feira, dia 6. A notícia foi divulgada por meio das redes sociais do ator.

“É com grande tristeza que informamos o falecimento de Jimmy na noite de 6 de julho. A família agradece a manifestação de amor e sinceras condolências, e pede que continuem a respeitar a privacidade deles durante este período difícil”, foi publicado no Twitter.

Não foi informada a causa da morte.

Vida e obra de James Caan

James Caan nasceu em 26 de março 1940 e seu objetivo na vida era o futebol americano, mas o destino o fez conhecer Francis Ford Coppola – eles estudaram juntos na Hofstra University. Caan alcançou a fama no início dos anos 1970 com papéis memoráveis.

Publicidade

Ele ganhou uma indicação ao Emmy como o jogador de futebol americano Brian Piccolo em ‘Glória e Derrota’ (1971), produção da ABC. Este foi filme de TV mais assistido de todos os tempos nos Estados Unidos, ganhando cinco Emmys.

Mesmo com o ótimo trabalho na TV, o sucesso veio mesmo com ‘O Poderoso Chefão’ (1972), de Francis Ford Coppola. No longa, Caan dá vida ao Sonny Corleone, filho mais velho de Don Corleone (Marlon Brando). Baseada no baseado no best-seller de Mario Puzo, a produção ganhou o Oscar de Melhor Filme e é considerado um dos maiores filmes de todos os tempos.

James Caan como Sonny Corleone em ‘O Poderoso Chefão’ (Crédito: Divulgação/Paramount Pictures)

Inclusive – sem querer dar spoilers, mas, considerando uma produção feita na década de 1970, esse já é um fato histórico – a morte de Sonny é tida uma das melhores cenas da história da sétima arte. Não só isso: na época, foi considerada uma das sequências mais caras já filmadas.

Mais tarde, ele reprisaria o papel de Sonny para uma série de videogames sobre ‘O Poderoso Chefão’ em meados dos anos 2000. A intenção de Caan e da própria Paramount era que o ator interpretasse o protagonista, Michael Corleone, mas a escolha dele como Sonny deu tão certo que o ator foi indicado ao Oscar por seu trabalho no clássico de Coppola, como já citado.

Ao longo da carreira, ele se destacou também em ‘Rollerball: Os Gladiadores do Futuro’ (1975), ‘Uma Ponte Longe Demais’ (1977), ‘Profissão: Ladrão’ (1981), e ‘Louca Obsessão’ (1990), esse último baseado no livro de Stephen King e estrelado Kathy Bates e Lauren Bacal.

James Caan em ‘As Donas do Pedaço’ (‘Queen Bees’), comédia lançada em 2021 (Créditos: Divulgação/Universal Pictures)

No final da década de 1990 e começo dos anos 2000, Caan teve destaque nos longas ‘Queima de Arquivo’ (1998), ‘Dogville’ (2003) e ‘Agente 86’ (2008). Na TV, retornou em 2003, com a série ‘Las Vegas’ (2003-2007). Ele também apareceu ao lado de seu filho, Scott Caan, no reboot de ‘Hawaii Five-O’, da CBS, e fez trabalho de voz em um personagem em ‘Family Guy’.

James Caan foi casado cinco vezes e deixa cinco filhos, incluindo Scott Caan. Mais uma triste perda para o cinema em 2022.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.