kirk douglas2

Kirk Douglas, uma lenda do cinema, morre aos 103 anos

O astro de ‘Spartacus’ e ‘A Montanha dos 7 Abutres’ era um dos últimos atores da Era de Ouro de Hollywood ainda vivo

5 de fevereiro de 2020 20:48

O cinema perdeu um dos nomes de sua era de ouro nesta quarta (5). Kirk Douglas, estrela de filmes como ‘Spartacus’ e ‘A Montanha dos 7 Abutres’, morreu hoje, 5 de fevereiro, aos 103 anos. A confirmação foi feita pelo filho do ator e produtor, Michael Douglas, em post no Instagram.

O velho astro tinha a saúde complicada desde pelo menos 1996, quando sofreu um AVC. Ele morreu em casa, em Berverly Hills, Califórnia.

“É com muita tristeza que eu e meus irmãos anunciamos que Kirk Douglas nos deixou hoje, aos 103 anos. Para o mundo ele era uma lenda, um ator da era de ouro dos filmes que viveu bem através de seus anos dourados, um humanitarista cujo seu comprometimento com a justiça e com as causas que acreditava definiu um padrão para inspirar a todos nós”, afirmou o filho Michael no post.

“A vida de Kirk foi bem vivida, e ele nos deixa um legado nos filmes que durará por gerações, e uma história de renomado filantropo que trabalhou para ajudar as pessoas e trazer paz ao planeta”.

“Deixe-me terminar com as palavras que disse a ele em seu aniversário, que sempre serão verdade: ‘pai, eu te amo muito e tenho muito orgulho de ser seu filho'”, concluiu o ator.

Kirk Douglas em cena de ‘À Sombra de um Gigante’, de 1966 (crédito: divulgação United Arts)

Publicidade

Nascido em Amsterdam, no estado de Nova York, no dia 9 de dezembro de 1916 com o nome de Issur Danielovitch, Douglas teve uma infância simples em uma família de imigrantes judeus. Ainda jovem, seus talentos lhe renderam uma bolsa na American Academy of Dramatic Arts, da cidade de Nova York.

Em 1941, já registrado legalmente como Kirk Douglas, o ator se alistou na Marinha e serviu durante a Segunda Guerra Mundial, chegando ao posto de tenente. Após o conflito, ele passou a se dedicar integralmente à carreira de ator no cinema e no teatro. A imagem de durão começou a ser moldada em seu oitavo longa-metragem, ‘O Invencível’, de 1949 – onde ele interpreta um boxeador em um papel que lhe rendeu a primeira indicação ao Oscar.

Douglas atuando em ‘Spartacus’ (crédito: reprodução / Universal Pictures)

No começo dos anos 1950, Douglas começou a ser escalado para os filmes de faroeste, o que contribuíram para o estrelato em um gênero que tinha um grande público e movimentava a Hollywood daquela época. Porém, talvez a força dele enquanto ator tenha sido comprovada em ‘A Montanha dos 7 Abutres’, de 1951, um filme noir que entrou para a mítica da sétima arte.

A segunda indicação ao Academy Awards foi em 1952, por ‘Assim Estava Escrito’, uma mistura de drama com romance no qual Douglas contracenava com Lana Turner.

‘Sede de Viver’ representou a terceira (e última) indicação do ator ao Oscar, pelo papel de Vincent Van Gogh. Mais uma vez o ator ficou sem a estatueta. Ele só a receberia em 1996, de forma honorária – e cerca de dois meses após sofrer o AVC.

No entanto, o papel pelo qual Kirk Douglas deve ser mais conhecido é, mesmo, o de Spartacus no filme homônimo, lançado em 1960 e dirigido por Stanley Kubrick. O longa é assinado pela própria produtora de Douglas, a Bryna Productions – assim nomeada em homenagem à própria mãe.

Outro destaque da carreira foi ‘20.000 Léguas Submarinas’, baseado na obra de Júlio Verne, lançado em 1954 e que foi sucesso nos cinemas e nas inúmeras reprises na televisão.

Douglas continuou extremamente ativo pelos anos 1960, 1970 e 1980. Já nos anos 1990, o ator foi indicado ao Emmy por uma participação especial na série ‘Touched by an Angel’.

A última aparição pública do ator foi em 2018, aos 101 anos, ao lado da nora, Catherine Zeta-Jones. Juntos e para ovação geral do público no hotel Beverly Hilton, eles entregaram o prêmio de Melhor Roteiro.

Catherine Zeta-Jones and Kirk Douglas Present Best Screenplay – Motion Picture – Golden Globes 2018

Catherine Zeta-Jones joins her father-in-law Kirk Douglas on stage to present the award for Best Screenplay – Motion Picture! #GoldenGlobes

Posted by Golden Globes on Sunday, January 7, 2018

Além das câmeras e estúdios, Douglas ficou reconhecido por sua filantropia, com doações para escolas e instituições de saúde. Por isso, ele foi reconhecido com a Medalha Presidencial da Liberdade em 1981, pelas mãos do presidente Jimmy Carter.

Kirk Douglas teve quatro filhos: Michael e Joel, do primeiro casamento, com Diana Douglas; e Peter e Eric, da união com Anne Buydens.

A herança artística foi passada para eles. Michael Douglas é reconhecido em todo o mundo, vencedor dois Oscars e cinco Globos de Ouro. Joel Douglas também é produtor de filmes, assim como Peter Douglas. Já Eric Douglas era um comediante stand-up e faleceu em 2004.

Nos cinemas e na vida daqueles que ajudou por meio da filantropia, Kirk Douglas deixa um legado que viverá para sempre.