leonardo-villar

Leonardo Villar, ator de ‘O Pagador de Promessas’, morre aos 96 anos

Ator ficou conhecido por protagonizar o único filme brasileiro que ganhou a Palma de Ouro de Cannes

Matheus Mans   |  
3 de julho de 2020 20:18

O ator piracicabano Leonardo Villar morreu nesta sexta-feira, 3, aos 96 anos. Dono de uma longa e prolífica carreira, Villar não teria resistido ao sofrer uma parada cardíaca, segundo informações confirmada pelo site G1. Ele estava internado desde quinta, 2, após passar mal na noite anterior.

Leonardo Villar nasceu em Piracicaba, em 1923. Ainda jovem, na década de 1940, começou a se interessar pelo teatro e, já na capital paulista, tornou-se parte fixa do elenco do Teatro Brasileiro de Comédia. No entanto, rapidamente, Leonardo começou a fazer papéis na televisão e no cinema.

A notoriedade veio em 1962, quando Villar se tornou reconhecido mundialmente pelo papel de Zé do Burro, protagonista de ‘O Pagador de Promessas’. O longa-metragem, dirigido por Anselmo Duarte, foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e venceu a Palma de Ouro de Cannes — até hoje, infelizmente, a única produção brasileira a realizar tal feito.

Leonardo Villar ficou conhecido por seus papéis na televisão (Crédito: Divulgação/TV Globo)

Publicidade

Além disso, ele estrelou filmes como ‘Lampião, O Rei do Cangaço’, onde viveu o próprio cangaceiro; ‘A Hora e a Vez de Augusto Matraga’, de Roberto Santos; e ‘Brava Gente Brasileira’, já nos anos 2000, de Lúcia Murat.

Televisão

Apesar da carreira consolidada nos cinemas, Villar ficou popularmente conhecido por seus papéis em novelas. Foram mais de 30 participações, principalmente em novelas da TV Globo. Seus principais papéis foram em ‘Estúpido Cupido’, ‘Barriga de Aluguel’, ‘Amazônia’ e ‘Laços de Família’.

Seu último trabalho foi na novela ‘Passione’. Já nos cinemas, seu adeus foi com o filme ‘Chega de Saudade’, de 2008, da cineasta Laís Bodanzky.