2419045

‘M8: Quando a Morte Socorre a Vida’: diretor e atores do filme fazem live-debate sobre racismo

Filme trata do racismo a partir da história do primeiro estudante negro em uma universidade de medicina

30 de junho de 2020 14:41

O elenco do drama ‘M8: Quando a Morte Socorre a Vida’ fará uma live sobre racismo amanhã, 1º de julho, às 19h, no canal oficial da distribuidora Paris Filmes no YouTube. O filme brasileiro deve estrear no segundo semestre, quando for possível a reabertura dos cinemas no país.

O debate “Racismo e Representatividade no Audiovisual: M-8 Construindo a Diversidade” vem em meio aos recentes acontecimentos no mundo sobre o tema. Vale lembrar que durante esse mês aconteceram manifestações em prol das vidas negras em diversos países devido a morte de George Floyd, norte-americano assassinado em uma ação policial nos Estados Unidos.

O elenco de ‘M-8: Quando a Morte Socorre a Vida’ traz a discussão com o viés do mercado da comunicação, com foco na indústria fonográfica e cinematográfica. A live vai abordar, entre outros pontos, a falta de oportunidade dos negros nesse meio.

Publicidade

O debate será conduzido pela jornalista e ativista Alinne Prado e contará com as participações do diretor do longa Jeferson De e dos atores Juan Paiva e Mariana Nunes.

O filme foi destaque no último Festival do Rio e venceu na categoria melhor filme de ficção, por voto popular. A produção é baseada no livro homônimo de Salomão Polakiewicz e narra a história de Maurício, jovem preto que ingressa como aluno cotista da Universidade Federal de Medicina.

Juan Paiva e Zezé Motta em cena de ‘M8: Quando a Morte Socorre a Vida’. (Crédito: Divulgação/Paris Filmes)

Além de refletir sobre preconceito e exclusão, ‘M8: Quando a Morte Socorre a Vida’ fala também sobre a juventude. Além de Paiva e Nunes, o elenco tem também Giulia Gayoso, Bruno Peixoto, Fábio Beltrão, Zezé Motta, Ailton Graça, Rocco Pitanga, Léa Garcia, Raphael Logam e Lázaro Ramos.