cannes 2019

Mercado virtual é considerado um sucesso por Cannes

O tradicional Marché du Film se tornou um mercado virtual em 2020, com mais de 10 mil participantes

Matheus Mans   |  
2 de julho de 2020 10:37

Depois de ser ver obrigada a cancelar a edição física do Festival de Cannes, a organização do evento cedeu ao digital. Assim, ainda que a exibição de filmes não tenha acontecido, o tradicional mercado de negociações acabou sendo todo realizado em uma plataforma própria virtual. E foi um sucesso.

De acordo com números divulgados pela própria organização de Cannes, o Marché du Film, nome oficial do tal mercado, contou com a presença virtual de 10 mil profissionais até sua conclusão em 28 de julho. Para efeito de comparação, a edição física de 2019 contou com 12,5 mil profissionais.

Em 2020, Cannes teve que desistir de seus eventos físicos (Crédito: Divulgação/Festival de Cannes)

Desses 10 mil participantes, mais da metade veio da Europa (5,9 mil, mais especificamente). No entanto, profissionais dos Estados Unidos formaram o maior contingente único do Marché du Film, com 1,5 mil participantes. Números de participantes de outros países, porém, não foram divulgados.

Publicidade

“Recebemos muitas mensagens de profissionais nos dizendo que estavam se sentindo em Cannes”, disse o diretor do Marché, Jérôme Paillard, ao site de notícias The Hollywood Reporter. “Isso prova que até os eventos virtuais são capazes de criar momentos em que podemos ir e ficar juntos”.

Mercado virtual sem problemas

Outro ponto destacado por Paillard foi o número reduzido de problemas técnicos e instabilidades. Afinal, a plataforma do mercado virtual foi criada apenas alguns meses após o começo da pandemia do novo coronavírus. Há poucos relatos de usuários que enfrentaram algum tipo de adversidade.

“A agilidade com que o Marché se reinventou para se adaptar às circunstâncias especiais deste ano foi aplaudida por todos”, disse o chefe do Festival de Cannes, Thierry Frémaux. “Foi também o primeiro teste para os filmes da Seleção de 2020 e o que o futuro pode esperar para Cannes 2021”.