flavio migliaccio rip

Morre o ator Flávio Migliaccio, de ‘Pra Frente, Brasil’ e ‘Terra em Transe’

Ator ficou famoso por papéis no cinema, na TV e no teatro; aos 85 anos, foi encontrado morto em seu sítio, no Rio de Janeiro

Matheus Mans   |  
4 de maio de 2020 12:35
- Atualizado em 6 de maio de 2020 10:22

Morreu nesta segunda-feira, 4, o ator paulista Flávio Migliaccio, de clássicos do cinema nacional como ‘Pra Frente, Brasil’ e ‘Terra em Transe’. Aos 85 anos, foi encontrado morto na sítio onde morava, em Rio Bonito, no interior do estado do Rio de Janeiro. O motivo da morte ainda não foi confirmado.

Migliaccio nasceu em 15 de outubro de 1934, no bairro do Brás, em São Paulo. Começou sua carreira artística em teatros da região periférica da cidade. Foi ali que ele descobriu seu dom para a comédia. Acabou ganhando espaço no teatro da igreja do Tucuruvi, onde trabalhou como ator e diretor.

Nesse momento, porém, ainda não conseguia se sustentar apenas com os palcos, tendo também que trabalhar como mecânica e balconista na região.

Publicidade

A vida profissional como ator chegou apenas em 1954, quando Migliaccio fez um curso de teatro do diretor italiano Ruggero Jacobbi. Foi a deixa para iniciar sua carreira como ator no Teatro Arena, onde viveu alguns dos principais momentos e papéis de sua carreira e levando-o à outras mídias.

Migliaccio fez sucesso com o Tio Maneco (Crédito: Divulgação/Globo)

Carreira de Flávio Migliaccio

Depois de conquistar seu espaço nos teatros, Migliaccio ganhou visibilidade nos cinemas entre as décadas de 1960 e 1970. Participou de produções que viriam a se tornar clássicos, como ‘A Hora e Vez de Augusto Matraga’, ‘Pra Frente, Brasil’, ‘Terra em Transe’ e ‘O Homem que Comprou o Mundo’.

Além disso, acabou vivendo um personagem clássico da época: o Tio Maneco. Em filmes com ‘Aventuras com Tio Maneco’ e ‘Maneco’, o ator paulista viu sua popularidade crescer. Principalmente entre as crianças, que se divertiam com as piadas e o humor físico do personagem de Flávio.

Por fim, nos últimos anos, Migliaccio se encontrou em séries e novelas para a televisão. Foram 30 novelas como ‘Primeiro Amor’, ‘Brava Gente’, ‘Órfãos da Terra’, ‘Êta Mundo Bom!’ e ‘Senhora do Destino’. Com uma atuação irreverente e divertida, Flávio sempre apresentou papéis cômicos.

O último papel de Flávio Migliaccio, porém, voltou a ser nas telonas do cinema. No caso, o drama ‘Jovens Polacas‘, onde fez o papel do Abrahão.