mulan

‘Mulan’ é adiado mais uma vez pela Disney

Com avanço da pandemia de coronavírus nos Estados Unidos, o estúdio voltou atrás no lançamento do live-action

Matheus Mans   |  
29 de junho de 2020 10:38

Aparentemente, os planos de reabertura dos cinemas em julho não estão se concretizando. Após o adiamento de ‘Tenet’ pela Warner Bros., chegou a vez da Disney reposicionar ‘Mulan’. Assim, o live-action da guerreira chinesa saltou um mês no calendário dos EUA. Foi do fim de julho para 21 de agosto.

Alan Bergman e Alan Horn, conselheiros da Disney, afirmaram em comunicado ao site The Wrap que a pandemia obriga o estúdio “a ser mais flexível”. Além disso, reafirmaram que pretendem lançar a releitura da clássica animação nos cinemas, sem chance de ir direto para o streaming.

Cena de Mulan, novo filme da Disney
‘Mulan’ continua a ter problemas para estreia global (Crédito: Divulgação/Disney)

Dessa forma, o longa-metragem da diretora Niki Caro (de ‘O Zoológico de Varsóvia’) seria o segundo grande lançamento após uma possível reabertura no começo de agosto. Afinal, ‘Tenet’ está programado para 12 de agosto, colocando um espaço de duas semanas estre os dois filmes.

Publicidade

Procurada pelo Filmelier, a filial da Disney no Brasil ainda não respondeu aos questionamentos de quando ‘Mulan’ irá estrear nos cinemas daqui.

Coronavírus vs ‘Mulan’

Atualmente, as barreiras para a estreia global de ‘Mulan’ são duas: Estados Unidos e China. No primeiro caso, o número de infectados e mortos pelo novo coronavírus saltou nas últimas semanas, principalmente em Los Angeles. Isso acendeu o sinal vermelho de cinemas, executivos e estúdios.

Dessa forma, a reabertura das salas acabou perdendo a data de 10 de julho. Autoridades sanitárias dos Estados Unidos começaram a alertar que não seria seguro a aglomeração de pessoas durante horas. Agora, donos de redes de cinema deram um passo atrás e não sabem quando vão reabrir.

Já o outro ponto preocupante para a estreia de ‘Mulan’ é a China. O país asiático, ainda que tenha controlado o avanço do coronavírus, permanece preocupado e atento com os riscos de reabertura de cinemas. Semanalmente, autoridades do governo adiam a abertura das salas.