netflix-streaming

Com reabertura, americanos estão assistindo a menos streaming

Serviços de streaming de vídeo observaram uma queda de 25% em relação ao pico de uso, em abril

17 de junho de 2020 11:24

Depois de uma crescente nos EUA entre os meses de março e abril, o mercado de streaming começa a indicar uma desaceleração. Afinal, com a reabertura gradual da economia, menos pessoas estão em casa e há mais concorrência pelo tempo livre. Com isso, o uso de streaming de vídeo caiu 25% em relação ao pico no início de abril.

De acordo com dados da consultoria Nielsen e divulgados pela Bloomberg, americanos assistiram 169,9 bilhões de minutos em serviços de streaming em 6 de abril deste ano. Agora, no começo de junho, assistiram cerca de 126,1 bilhões de minutos. Uma queda forte para cerca de dois meses.

Sede da Netflix em Los Gatos, Califórnia (Crédito: Divulgação/Netflix)

No entanto, vale dizer, a diferença ainda é grande quando comparado com o mesmo período de 2019. De acordo com os mesmos dados, americanos assistiram 84,5 bilhões de minutos no começo de junho do ano passado. É um crescimento de quase 50% com relação ao mesmo período de 2019.

Publicidade

Curiosamente, porém, o streaming de áudio apresenta um crescimento nos Estados Unidos. Para a Bloomberg, este é mais um fator a indicar que as pessoas estão saindo de casa, já que o público ouve esses serviços mais no trânsito do que no lar. Ou seja: o contrário do streaming de vídeo.