cena-de-soul-novo-filme-da-pixar-1584018072934_v2_1430x601

‘Soul’, da Disney, gera debate sobre representatividade dos negros no cinema

Novo filme mostra um músico que sofre um acidente e se torna um espírito azul

29 de junho de 2020 11:45

A próxima animação da Disney e da Pixar, ‘Soul, deixou muita gente encantada com a história e o trailer sensível. Entretanto, no final de semana um debate sobre a trama tomou conta do Twitter.

Na história, um músico sofre um acidente e morre, passando grande parte do filme no mundo das almas. Ele fará de tudo para conseguir voltar a vida. A premissa é bem reflexiva e interessante, mas o fato do protagonista, que é negro, e se tornar azul quando morre fez as pessoas refletirem sobre representatividade.

Joe Gardner, protagonista de ‘Soul’. (Crédito: divulgação / Disney)

Entenda a discussão

Os usuários do Twitter aproveitaram um novo vídeo promocional da animação para focar em alguns pontos. Dessa vez, a Pixar não mostrou nenhuma imagem do personagem principal, Joe Gardner, como alma, apenas dele como humano.

Publicidade

“Eles não colocaram uma cena dele sendo o bichinho azul, o marketing funciona de uma forma que vou te contar”, disse um internauta. Enquanto outra deixou clara sua decepção.

“Me sentindo totalmente enganada com esse filme ‘Soul’ da Disney, eu estava crente que ia ser uma animação com personagens negros . E na verdade, o cara fica na maior parte do filme em forma de espírito azul”.

Ainda foi apontado que isso já aconteceu em outras produções da Disney, como no caso da animação ‘A Princesa e o Sapo‘: “Não sei qual a surpresa já que a única princesa negra da Disney fica na forma de sapo 95% do filme dela”.

Nem tudo é motivo de crítica:

Em meio essa discussão, uma diretora de arte, também na rede social, tentou analisar de outro ponto de vista, de como ‘Soul’ ainda é relevante e representativo.

“Críticas sempre são bem vindas e filmes com personagens racializados precisam ser analisados com cuidado, principalmente vindo de uma produtora com o histórico da Disney. Mas vamos celebrar e ficar felizes um pouquinho sem tanta retaliação porque o filme parece ser lindíssimo”.

“Estou vendo gente criticando o novo filme da Disney, ‘Soul’, esse que eu acabei de tuitar sobre, e gostaria de fazer um adendo: Gente temos no elenco nomes incríveis na dublagem, como : Zandaya, Jamie Foxx, Angela Basset, Tiffany Haddish… Mais de 95% dos dubladores todo preto”, completou ela.

Seguidores da diretora concordaram com o ponto dela: “Até mesmo porque o filme fala sobre uma alma. Achei muito lindo eles colocarem bastante representatividade no filme, principalmente pelo fato do protagonista ser negro. A história é da alma de um negro!”.

Entenda melhor a história da animação ‘Soul’

Em ‘Soul’, vamos conhecer Joe Gardner, professor e músico de jazz, dublado pelo cantor e ator Jamie Foxx. Na prévia mais recente do filme, que foi divulgada no final de semana, vemos um pouca vida do protagonista.

No filme, o protagonista morre e se torna um espírito azul
Joe Gardner, protagonista de ‘Soul’, quando vira um espírito. (Crédito: divulgação / Disney)

O trailer é embalado pela música ‘Parting Ways’, do músico norte-americano de R&B Cody Chesnutt. Na trama, Gardner está prestes a realizar seu sonho de finalmente tocar em uma banda, mas acaba sofrendo um acidente e morre. Então, acompanharemos sua jornada pelo mundo das almas, tentando encontrar um jeito de voltar a vida.

Confira a prévia divulgada pela Disney:

Dirigido por Peter Docter, criador de ‘Divertida Mente’ e ‘Up: Altas Aventuras’, ‘Soul’ tem estreia agendada para 20 de novembro nos Estados Unidos.