tromba-trem

Marisa Orth sobre ‘Tromba Trem: O Filme’: “Criar para crianças é algo mais nobre”

Gama, Marisa Orth e o diretor Zé Brandão falam sobre o desafio de levar ‘Tromba Trem’ para as telonas e as maravilhas de se atuar em uma animação

Matheus Mans   |  
8 de setembro de 2022 17:52
- Atualizado em 9 de setembro de 2022 19:01

Pode-se dizer que 2022 é um ano atípico para o cinema nacional. O motivo? Dez animações produzidas em solo brasileiro foram ou serão lançadas, algo que nunca tinha acontecido antes na história do país. Nesta quarta-feira, 7, mais uma entrou nessa lista: ‘Tromba Trem: O Filme‘, longa-metragem inspirado em uma série de televisão de sucesso, chega às salas de exibição de todo o país.

Dirigida por Zé Brandão (do maravilhoso ‘Irmão do Jorel’), a série conta a história de Gajah, um elefante que, ao lado de um grupo de cupins, fica andando de trem por aí atrás de um dirigível. Esse transporte aéreo é o objetivo de vida dos pequenos insetos, que pensam que, ao entrar no veículo, serão levados de volta para o planeta dos cupins.

‘Tromba Trem: O Filme’ conta com personagens adoráveis e divertidos (Crédito: Divulgação/Manequim Filmes)

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

É a conversa direta com o que é contado na série. Nela, sabemos que Gajah é um elefante que chegou na Terra a partir de uma nave misteriosa. “A ida para a tela grande vem do desejo de responder algumas perguntas que, na televisão, não conseguimos”, conta Zé. “As pessoas queriam saber que nave é essa, mas isso nunca caberia em um só episódio”.

Novidades de ‘Tromba Trem: O Filme’

Publicidade

É claro que Zé Brandão não tinha o objetivo de apenas fazer um episódio maior, de 90 minutos. Nada disso: o filme amplia ainda mais o universo de ‘Tromba Trem’, com mais música, dinâmicas e personagens. É o caso do Calango, com voz original de Ed Gama, e Mirella, de Marisa Orth. São, curiosamente, os destaques de ‘Tromba Trem: O Filme’.

Os dois, ao Filmelier, falaram sobre esse trabalho. “Criar para crianças é algo mais nobre. A gente lembra da nossa infância e queremos marcar a memória das crianças para sempre. Só isso. Uma pretensão bem grande”, explica Marisa, que faz a vilã Mirella. “Quero que as pessoas lembrem dela, daquela gatinha, sem diminuir a inteligência da criança”.

Ed Gama se mostra emocionado com o trabalho como o divertido Calango. “Realizei um sonho de criança. Via o Capitão Caverna e pensava como queria ser aquela voz. Foi minha oportunidade de dar voz ao Calango do meu jeitinho. Pude fazer um personagem para criança sendo eu também a criança que estava realizando meu sonho”, diz.

Futuro nas telonas

Ao sair da projeção de ‘Tromba Trem: O Filme’, estava com um sorriso de orelha a orelha. Afinal, por mais que tenha uma carga bastante infantil, a animação consegue divertir tranquilamente os mais velhos — tem referências à ícones da cultura pop do Brasil e, até mesmo, tem uma breve cena com uma referência ao Power Point de Deltan Dallagnol.

Dei boas gargalhadas como há tempos não acontecia com uma animação. Por isso, na conversa com Zé Brandão e o elenco, foi impossível não perguntar: vai ter continuação? Ed Gama torce por isso. “Espero que tenha um spin-off do Calango. Quero conhecer a família do Calango, o que aconteceu com ele. Então, Zé, qualquer coisa, vem de Zap”.

Zé embarca na ideia, mas deixa o aviso: precisa ter resultados. “Pra ter o ‘Tromba Trem: O Filme 2’, vou precisar de duas coisas: primeiro que o Ed participe dos roteiros para me ajudar a fazer esse mundo. E, segundo, preciso que as pessoas assistam ao primeiro filme, já a partir de 7 de setembro, para convencermos de que vale a pena de verdade ter o dois”.

O filme está em cartaz nos cinemas brasileiros. Para saber mais, clique aqui para encontrar mais informações e o link para conferir as sessões.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.