Pixel do Facebook

Tsé

    Fabio Kow
    TséTsé
    (2020)

    Trailer

    Sinopse

    O documentário sobra a história de Tsecha Szpigel, uma judia polonesa que migrou para o Brasil em 1949.

    Ficha técnica

    Por que assistir a este filme?

    Tsé é o apelido familiar de Tsecha Szpigel, uma polonesa que tem uma vida digna de um filme -- não é à toa, afinal, que virou um. Sua vida virou de cabeça pra baixo já na juventude, quando começa a Segunda Guerra Mundial e toda sua família se separa. O pai vai pro trabalho forçado, a mãe pro campo de concentração. E ela se perde na Polônia em guerra. A partir daí, vive um zigue-zague, se apaixona e acaba indo para no Brasil, fugindo de tudo e de todos. E é isso que está no documentário ‘Tsé’, dirigido por Fábio Kow. Neto da biografada, ele cria um documentário híbrido de gêneros, formatos e emoções. Há cenas de arquivo familiar, há reconstruções em aquarela, há entrevistas com netos e bisnetos, principalmente. Nada que faça com o que filme seja muito original nem que fuja muito do didatismo, mas há uma clara tentativa do cineasta em fugir do padrão que é feito e visto por aí aos montes no cinema. No final, é difícil não segurar as lágrimas e pensar na própria avó.

    Matheus Mans

    Matheus Mans

    Redator do Filmelier

    Onde assistir?

    Indisponível nos cinemas