Pixel do Facebook

Chorão: Marginal Alado

    Felipe Novaes
    Chorão: Marginal AladoChorão: Marginal Alado
    (2021)

    Trailer

    Sinopse

    O tão aguardado filme sobre o Chorão, vocalista e líder do Charlie Brown Jr., chega para os fãs repletos de imagens de acervo pessoal nunca antes vistas, depoimentos de músicos, familiares e amigos. O doc percorre a trajetória polêmica de um dos mais importantes rockstars do país. Desde os anos 90, quando sua banda Charlie Brown Jr. lançou o primeiro álbum e despontou nas rádios, Chorão viveu décadas intensas de sucesso nacional e internacional até a morte precoce, por overdose, em 2013. Vencedor do prêmio do público de melhor documentário na Mostra de São Paulo.

    Ficha técnica

    Por que assistir a este filme?

    Morto em 2013 aos 42 anos, Chorão se tornou uma lenda na música brasileira. Com um estilo próprio, que incorpora maneirismos da cultura do skate americana, ele fez história com a banda Charlie Brown Jr. e com hits que ficaram vivos na cultura pop, como ‘Dias de Luta, Dias de Glória’, ‘Só os Loucos Sabem’ e ‘Proibida pra Mim’. Agora, a curta (e intensa) trajetória de Chorão é contada no filme ‘Marginal Alado’, de Felipe Novaes. O filme não fica longe das já combalidas e batidas cinebiografias documentais sobre músicos e cantores da MPB -- como Simonal, Raul Seixas, Mamonas Assassinas e tantos outros -- com uma sucessão de entrevistas e imagens de arquivo. No entanto, fãs do cantor e compositor, que se tornou quase como um messias de uma religião baseada em skate, frases fortes e uma boa batida, vão sem dúvidas se emocionar. Ao ouvir trechos de seus hits, é fácil lembrar de sua história com a trajetória de Chorão e, em consequência, de como sua vida foi embalada pelas músicas do paulista. Um filme para viajar na vibe e na essência de Chorão.

    Matheus Mans

    Matheus Mans

    Editor do Filmelier

    Onde assistir?

    Indisponível nos cinemas

    Publicidade