O Menino que Matou Meus Pais

    Mauricio Eça
    O Menino que Matou Meus PaisO Menino que Matou Meus Pais
    (2021)

    Trailer

    Sinopse

    Em 2002, um crime chocou o Brasil. Agora, dois filmes vão revisitar a história sob dois pontos de vista do chocante caso: o de Suzane von Richthofen e o de seu namorado Daniel Cravinhos que com participação do irmão de Daniel, Cristian Cravinhos, assassinaram os pais de Suzane, Manfred e Marísia von Richthofen.

    Ficha técnica

    Por que assistir a este filme?

    Filme para assistir em conjunto com ‘A Menina Que Matou os Pais’, ambos exclusivos da Amazon Prime Video, ‘O Menino Que Matou Meus Pais’ mostra a versão de Suzane von Richthofen sobre o crime que parou o país no começo dos anos 2000: o assassinato dos seus pais, Manfred e Marisia, num crime elaborado por ela e executado pelos irmãos Cravinhos -- sendo Daniel Cravinhos seu namorado. Comparado com o outro filme, com a versão dos Cravinhos, Carla Diaz acerta mais o tom, aparecendo mais crível com sua personagem tão marcada no imaginário popular brasileiro. Ainda que novamente seja um pouco indeciso no tom e até mesmo corrido demais, complementando pouco as informações do outro longa-metragem, ‘O Menino Que Matou Meus Pais’ enfim coloca o Brasil na rota dos filmes que ficcionalizam crimes reais -- algo que é feito há décadas nos Estados Unidos, com produções como ‘Zodíaco’, ‘Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal’ e afins. Poderia ser um pouco mais ousado narrativa e esteticamente, brincando mais com a história e as várias versões que circundam o caso, mas ‘A Menina Que Matou os Pais’ cumpre o seu papel. Destaque para os atores que interpretam os pais de Suzane (Leonardo Medeiros e Vera Zimmermann) e os pais dos Cravinhos (Augusto Madeira e Débora Duboc). Ajudam a complementar o filme, ainda mais nessa versão de Suzane.

    Matheus Mans

    Matheus Mans

    Editor do Filmelier

    Onde assistir?

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade

    Indisponível nos cinemas

    Publicidade