Era Uma Vez Um Gênio

George Miller
Era Uma Vez Um GênioEra Uma Vez Um Gênio
(2022)

Trailer

Por que assistir a este filme?

Dirigido por George Miller (‘Mad Max: Estrada da Fúria’), ‘Era Uma Vez Um Gênio’ é, sem dúvidas, um filme inusitado e inesperado. Afinal, a história, que nada mais é do que uma fábula contemporânea, conta a jornada de Alithea (Tilda Swinton), uma mulher solitária que vive quase que unicamente em prol de sua profissão: o estudo das letras, dos personagens e das narrativas que atravessam a História. Só que, durante um congresso na Turquia, sua vida muda. Um novo amor? Um novo trabalho? Uma tragédia? Nada disso: sem querer, ela encontra um gênio (Idris Elba) que lhe concede três desejos. A partir daí, Miller, que assina o roteiro ao lado de Augusta Gore e em cima da história de A.S. Byatt, faz mágica. Como quem não quer nada, coloca o Gênio -- que nada tem a ver com a criatura azul de ‘Aladdin’ -- para contar histórias. Uma releitura contemporânea e inteligente de ‘As Mil e uma Noites’, misturando elementos e imagens diversos e, assim, criando uma história que traz a fábula para um novo contexto. É Miller puro, surpreendendo em forma e linguagem, com atuações que deixam tudo ainda mais saboroso, franco e inusitado. Clique aqui para ler a crítica completa.

Matheus Mans

Matheus Mans

Editor do Filmelier

Sinopse

A Dra. Alithea Binnie é uma acadêmica – contente com a vida e uma criatura da razão. Enquanto em Istambul participando de uma conferência, ela encontra um Djinn que lhe oferece três desejos em troca de sua liberdade. Isso apresenta dois problemas. Primeiro, ela duvida que ele seja real e, segundo, por ser uma estudiosa de histórias e mitologia, ela conhece todas as histórias de advertência sobre desejos que deram errado. O Djinn defende seu caso contando histórias fantásticas de seu passado. Eventualmente, ela é seduzida e faz um desejo que surpreende os dois.

Ficha técnica

Onde assistir?

Em breve em casa