sala-cinema

Como o Cinemark planeja reabrir os cinemas nos EUA

Rede de cinemas não vai exigir uso de máscara, mas vai extinguir compras em dinheiro e usar apenas tíquete digital

Matheus Mans   |  
17 de junho de 2020 10:46

Nos Estados Unidos, as redes de cinema começam a se preparar para reabrir salas mesmo com a pandemia de covid-19 não estando totalmente controlada. Com isso, a rede Cinemark divulgou detalhes de seus novos protocolos de reabertura nesta quarta-feira, 17, válidos para todo o País.

De acordo com informações do site Deadline, essa reabertura acontecerá entre os dias 3 e 17 de julho com protocolos da empresa. O que mais chama a atenção nesses planos é a não obrigatoriedade de máscara, evitando afetar as vendas de pipoca e refrigerante. Proteção só se for lei no estado.

Dentre os outros procedimentos, o Cinemark está adotando medidas padrão, já observadas em outros países. Os funcionários passarão por testes frequentes, um chefe de limpeza e segurança será contratado para cada cinema e áreas “de alto toque” deverão ser higienizadas a cada 30 minutos.

Publicidade

Por fim, sobre a experiência do cliente, a empresa também adotou alguns procedimentos. Vendas de ingressos apenas online. Enquanto isso, bomboniéres não irão aceitar pagamentos em dinheiro. E para assegurar o distanciamento, assentos adjacentes serão bloqueados já no ato da compra.

Em todo o mundo, Cinemark terá que adotar novos procedimentos (Crédito: Divulgação/Cinemark)

Nas telonas

Para este período de reabertura, a rede está preparando a exibição de clássicos. Filmes como ‘Os Goonies‘, ‘Indiana Jones e Os Caçadores da Arca Perdida’, ‘Jurassic Park‘ e os ‘Os Caça-Fantasmas‘ serão exibidos a preços populares para tentar atrair o público de volta aos cinemas aos poucos.

“A reabertura de nossos cinemas será uma celebração”, afirmou Mark Zoradi, CEO da empresa. “Não há nada como ver grandes histórias na tela grande, e o Cinemark se orgulha de mais uma vez receber os convidados para aproveitar a experiência imersiva e compartilhada que desejam”.

Depois disso, novos filmes começarão a pipocar na grade de lançamentos. É o caso de ‘Tenet’, longa-metragem de Christopher Nolan programado para 17 de julho. Além de ‘Mulan’, live-action inspirado na clássica animação da Disney que deve chegar uma semana depois nas salas de cinema dos EUA.

Ciência vs Cinema

Com mais de 2,1 milhões de infectados e quase 120 mil mortos, os EUA lideram o ranking global de casos de covid-19. Infectologistas ouvidos pelo Filmelier alertam que este não é o momento, na maioria dos países, em discutir reabertura de cinemas. Para eles, é hora de ficar apenas em casa.

“Eu e toda a sociedade de infectologia achamos que é cedo demais para discutir abertura em qualquer circunstância”, afirma o infectologista Marcelo Otsuka, da Sociedade Brasileira de Infectologia. “É preciso estar com estabilidade. Ou, então, adotar medidas rígidas para reabertura”.