austin-butler-elvis-header

‘Elvis’ coloca Austin Butler na trilha do sucesso e do Oscar

O filme de Baz Luhrmann tem tudo para ser um dos favoritos da temporada de premiações

13 de julho de 2022 19:18
- Atualizado em 15 de julho de 2022 10:12

Baz Luhrmann é uma das referências do cinema de produções glamorosas e bem feitas – vide ‘Romeo + Julieta’ (1996), ‘Moulin Rouge!’ (2001), ‘O Grande Gatsby’ (2013) e a série ‘The Get Down’. Este ano, ele trouxe às telas a história do Rei do Rock. ‘Elvis’ já está em cartaz nos cinemas brasileiros e deve se destacar na temporada de premiações em 2023.

Se o Luhrmann não for indicado ao Oscar novamente – ele foi nomeado por Melhor Filme em 2002 como produtor de ‘Moulin Rouge!’ – o protagonista, Austin Butler (‘Era Uma Vez em Hollywood’) muito provavelmente será. Isso sem mencionar as indicações técnicas, como figurino, maquiagem e som.

‘Elvis’ é narrado pelo coronel Tom Parker (Tom Hanks), que foi praticamente o único agente que o cantor teve – e apontado como o responsável pelo sucesso e declínio de Presley (Butler). O filme mostra como o músico chegou aos holofotes e também seu triste fim, passando pelo conturbado casamento com Priscilla Presley (Olivia DeJonge) e seu vício em drogas prescritas.

Austin Butler deve ser um dos favoritos para a temporada de premiações com Elvis (Créditos: Divulgação/Warner Bros.)
Austin Butler deve ser um dos favoritos para a temporada de premiações com ‘Elvis’ (Créditos: Divulgação/Warner Bros.)

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

Publicidade

A jornada de Elvis é polêmica, justamente por ele ser um homem branco que alcançou o topo do mundo graças a sua formação musical dentro da comunidade afro-americana. A biografia de Baz Luhrmann pontua isso, enfatizando onde ele cresceu, suas referências e sua vontade de fazer do mundo um lugar melhor.

Entretanto, o cineasta não está tão interessado em te fazer entender as controvérsias acerca da música de Elvis no quesito político, cultural e social. Mas sim mergulhar em como a inocência do cantor o fez ser controlado por Tom Parker e como a morte da mãe o influenciou pelo resto de sua vida.

Austin Butler mantém Elvis vivo

Luhrmann não dá ponto sem nó: ‘Elvis’ tem todos os requisitos para ser um dos favoritos do Oscar, Globo de Ouro e diversas outras premiações. Austin Butler, que ainda não tinha feito um personagem de grande destaque no cinema, está no auge com esse papel, que é um divisor de águas em sua carreira.

Diferente de Renée Zellweger em ‘Judy: Muito Além do Arco-Íris’ e Jessica Chastain em ‘Os Olhos de Tammy Faye’, que entregaram atuações ganhadoras de Academy Awards em biografias esquecíveis, Butler tem potencial para ser o destaque em um filme marcante.

O ator trouxe toda a euforia que só Elvis conseguia causar em um público, saindo da tela e saltando aos nossos olhos. Um dos grandes méritos de Luhrmann é trazer essa emoção: o diretor sabe muito bem como provocar reações do público – e essa é a magia do cinema.

Austin Butler ou Elvis Presley? Neste caso, é o Butler (Crédito: Divulgação/Warner Bros.)
Austin Butler ou Elvis Presley? Neste caso, é o Butler (Crédito: Divulgação/Warner Bros.)

Em um primeiro momento, Austin Butler pode parecer a escolha menos óbvia para este personagem, mas assim surge em cena você esquece que ele é o Austin Butler. O rapaz se transforma no Rei do Rock, desde a voz aos olhares. Há alguns momentos em que parece até que usaram imagens de arquivo, tamanha semelhança.

‘Elvis’ seria ainda mais impactante se não fosse narrado pelo caricata Tom Parker interpretado por Tom Hanks. O longa genuinamente poderia ser melhor se tivesse escolhido outra abordagem para este papel – ou até outro ator.

A produção é de Butler, mas a atuação piegas e exagerada de Hanks acaba tirando um pouco da luz do protagonista. Apesar disso, é inegável o poder da produção. Você pode nem ser fã de Presley, mas, com certeza, vai se emocionar com essa obra de Baz Luhrmann, onde o espetáculo vai além do cinema.

‘Elvis’ já está em cartaz nos cinemas brasileiros com sessões antecipadas pelo Dia Mundial do Rock.

Quer saber mais detalhes do filme e como comprar ingressos? Clique aqui.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.