dc-league-of-super-pets

‘DC Liga dos Superpets’ usa animais para falar sobre os problemas dos humanos (e dos super-heróis)

Com bichinhos fofinhos, o filme – que estreia nesta semana nos cinemas – nos faz refletir sobre ciúmes, abandono e outros problemas da vida

28 de julho de 2022 17:52
- Atualizado em 29 de julho de 2022 18:01

Nesta semana, os bichinhos de estimação dos super-heróis vão dominar as salas de cinema. A animação ‘DC Liga dos Superpets’ está em cartaz no Brasil e conta a história do Krypto, o Supercão. Criado nos quadrinhos nos anos 1950 e estrela de uma série animada nos anos 2000, o personagem está de volta – e agora nas telonas, com a sua própria versão da Liga da Justiça.

A Warner Bros. não lançava lançava uma produção animada da DC nos cinemas desde ‘Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas‘, de 2018, e é ótimo rever conhecidos personagens. ‘DC Liga dos Superpets’ tem Superman, Mulher-Maravilha, Batman, Flash e muitos outros heróis, além, claro, de seus animais carismáticos também dotados de poderes.

O filme, que foca nos pets (como o título entrega), usa de ótimos artifícios de roteiro para contar uma história sobre as pessoas e como os traumas nos acompanham por toda a vida. Com muita sutileza, fala de abandono, ciúmes e da falta de reconhecimento.

'DC Liga dos SuperPets' usa animais para falar sobre os problemas dos humanos (e super-heróis)
‘DC Liga dos Super Pets’ traz uma história de amizade (Crédito: Divulgação/Warner Bros.)

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

Qual a história de ‘DC Liga dos Superpets’?

Publicidade

Na trama, conhecemos a origem do Supercão e do Homem de Aço: eles deixam o planeta Krypton juntos e nunca mais se desgrudaram. A relação dos dois se abala quando Superman, a.k.a Clark Kent, conhece a Lois Lane e passa a dividir seu tempo entre ela e o pet.

A solução? Bom, o Supercão precisa de outros amigos e Superman vai a um abrigo para encontrar um companheiro para ele. Eis que somos apresentados a grande vilã da narrativa, a porquinha-da-índia Lulu, que desenvolve uma máquina que pode dar poderes aos animais se utilizar uma kryptonita vermelha.

Após um incidente, ela se junto ao cachorro Ace, o esquilo Chip, a porca PB e a tartaruga Mirtes. Todos ficam poderosos após exposição à pedra de outro planeta. Krypto acaba conhecendo esse time quando Lulu sequestra a Liga da Justiça e ele é o único que pode salvá-los.

No entanto, a porquinha-da-índia alimentou o Supercão com kryptonita verde e ele fica sem seus poderes até que seu organismo consiga expeli-la. Agora, Krypto precisa da ajuda dos animais do abrigo para salvar seu dono e os outros heróis. Juntos, eles embarcam em uma divertida aventura.

O que achamos?

Os desenhos da DC costumam apresentar muita qualidade e em ‘DC Liga dos Superpets’ não é diferente. A animação é muito bem-feita e consegue arrancar risadas de adultos e crianças. Com direção de Jared Stern e Sam Levine, o filme tem um ritmo bom, não cria momentos de tédio e consegue deixar o espectador imerso.

Não é só isso. ‘DC Liga dos Superpets’ foca na amizade entre os animais de estimação com os humanos, ou super-heróis neste caso. E, além disso, de que ninguém consegue ser feliz sozinho. O ciúme que Krypto sente de Lois Lane é muito grande, pois o Superman era o único objeto de amor que ele conhecia, ao fazer novos amigos ele consegue aceitar tudo.

Falando nisso, é muito bem construída a forma como a personalidade dos bichinhos é moldada através de suas experiências de vida. O Batman é um dos personagens mais interessantes do filme: ele tem o lado mais denso, que acaba soando cômico em alguns momentos. Junto a ele, tem o Ace, que (alerta de spoiler) se torna seu pet, e também é um ser fragilizado e com traumas familiares. A animação consegue abordar temas sensíveis de uma forma muito honesta e simpática.

'DC Liga dos SuperPets' usa animais para falar sobre os problemas dos humanos (e super-heróis)
A Liga dos SuperPets é formada por: Krypto, o cachorro Ace, o esquilo Chip, a porca PB e a tartaruga Mirtes (Crédito: Divulgação/Warner Bros.)

A dublagem nacional também faz um ótimo trabalho em abrasileirar as falas. O elenco local da produção conta Marcelo Garcia como Krypto, Duda Espinoza como Ace, Priscilla Alcântara como PB, Marco Luque como Chip, Ilka Pinheiro como Mirtes, Guilherme Briggs como Superman, Duda Ribeiro como Batman e Angélica Borges como Lulu.

A trilha sonora é outro ponto muito positivo para quem for fã de música pop e rock: Taylor Swift, Lil Nas X e Queen estão entre os destaques. No geral, a animação preenche aquela lacuna de produções despretensiosas e agradáveis de assistir, indicadas para adultos e crianças. No final das contas, uma das melhores mensagens é que até mesmo os vilões merecem um final feliz, né?

Ficou interessado em ‘DC Liga dos Superpets’? Clique aqui para encontrar mais informações do filme e o link para comprar ingressos.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.