Dragon Ball, como e onde assistir ao anime de Akira Toriyama

‘Dragon Ball’: como e onde assistir a todos os animes criados por Akira Toriyama

‘Dragon Ball’ e os títulos seguintes estão entre os animes mais populares de todos os tempos. Se você ainda não conhece, aqui está tudo o que precisa saber!

Lalo Ortega   |  
6 de janeiro de 2023 20:45
- Atualizado em 10 de janeiro de 2023 17:40

O nome de Goku, sem dúvida, desperta infinitas lembranças em gerações de crianças (e outras nem tão crianças assim) ao redor do mundo. ‘Dragon Ball’, franquia de anime e mangá criada por Akira Toriyama, é uma das mais famosas do gênero na história, desde sua primeira publicação em 1984 até os dias atuais, com a continuação da animação.

Portanto, é muito provável que você conheça pelo menos remotamente o nome de Goku, suas aventuras em busca das esferas do dragão e suas lutas contra rivais de outros planetas e universos.

No entanto, também há quem não conheça de forma alguma este grande clássico do anime, que influenciou muitos outros títulos populares como Naruto ou One Piece. Se você quer começar a assistir a ‘Dragon Ball’ e suas sequências, o Filmelier conta abaixo tudo o que você precisa saber.

Tudo o que você precisa saber sobre ‘Dragon Ball’

O que é ‘Dragonball’?

Se você não sabe nada sobre a franquia, precisa começar do começo.

Publicidade

‘Dragon Ball’ é uma saga de anime (animação japonesa) e mangá (palavra japonesa para quadrinhos) criada por Akira Toriyama do gênero shōnen: histórias cheias de ação e aventura, com protagonistas geralmente jovens e masculinos, que lutam contra inimigos do mal, geralmente de caráter fantástico. O primeiro capítulo do mangá foi publicado na famosa revista “Weekly Shōnen Jump” em 1984.

O título faz alusão às esferas do dragão, sete relíquias mágicas que, quando reunidas, permitem a convocação de um dragão que realiza desejos. Ao longo da longa história da franquia, as esferas tiveram diferentes graus de destaque, desde o alvo principal dos personagens principais até um mero acessório quase esquecido.

Originalmente, a história foi inspirada no romance clássico chinês do século XVI, ‘Journey to the West’, atribuído a Wu Cheng’en (o nome de um de seus personagens, o rei macaco Sun Wukong, inspirou o do protagonista de ‘Dragon Ball’, Son Goku, que tem um rabo de macaco no início da história).

Dragon Ball, como e onde assistir ao anime
Inicialmente, o objetivo principal dos personagens era coletar as esferas do dragão (Crédito: Toei Animation)

Leia também: Round 6: 5 produções para quem está com saudades da série da Netflix

Toriyama mais tarde misturou essa inspiração com elementos de filmes de kung fu como os de Bruce Lee ou Jackie Chan. Com o tempo, a franquia abandonou suas raízes nas aventuras cômicas para focar cada vez mais na ação e no combate. Mais tarde ainda, a história começou a implementar elementos de ficção científica como alienígenas e multiversos.

É preciso notar que, enquanto o mangá original manteve o título ‘Dragon Ball’ ao longo de sua publicação, ele engloba os eventos vistos nos animes ‘Dragon Ball’ e ‘Dragon Ball Z’. Há também o mangá e o anime que continuam a história, ‘Dragon Ball Super’, além do anime ‘Dragon Ball GT’. É aqui que tudo se complica, mas vamos por partes.

Onde ver todos os animes de ‘Dragon Ball’ online?

A resposta curta é: quase todos os ‘Dragon Ball’, desde o anime original até ‘Z’, ‘Super’ e ‘GT’ estão disponíveis na plataforma especializada em anime Crunchyroll. Muito conveniente para os fãs de animação japonesa, pois é possível encontrar tudo em um só lugar. 

Vale ressaltar, porém, que alguns episódios da 1ª temporada de ‘Dragon Ball’, o primeiro anime, estão disponíveis no Globoplay e na Claro TV+ (antigo NOW), assim como a versão ‘Dragon Ball Z Kai’ (mais sobre ela abaixo) – que pode ser vista também na HBO Max.

Mas (porque sempre tem um mas), nem tudo está disponível em português, o que pode ser uma grande decepção para os fãs brasileiros que cresceram com a icônica dublagem, com vozes de atores como Wendel Bezerra, Úrsula Bezerra e Noeli Santisteban – que deram voz a Goku em diferentes versões de dublagem do anime.

No momento do fechamento dessa pauta, os episódios que não são dublados para o português estão disponíveis apenas em uma das duas opções: com áudio em inglês, ou com áudio em japonês e legendas em português ou inglês, conforme o caso.

Quantos episódios tem o anime ‘Dragon Ball’ original?

O anime original, que foi ao ar no Japão de 1986 a 1989, tem um total de 153 episódios, sendo o segundo mais longo da franquia.

O primeiro anime de ‘Dragon Ball’ foca, em poucas palavras, nas aventuras da infância de Goku: desde o dia em que conhece Bulma e embarca em sua primeira busca pelas esferas do dragão; até atingir a idade adulta, ter sua última partida com Piccolo e se casar com Milk (o personagem conhecido como Chi-Chi no Japão e em outros territórios).

Cena de Dragon Ball, primeiro anime sobre Goku
O anime original de ‘Dragon Ball’ começa nos anos de inocência de Goku (Crédito: Toei Animation)

Quantos episódios tem ‘Dragon Ball Z?

Exibido de 1989 a 1986, ‘Dragon Ball Z’ é de longe o anime mais longo da franquia. Tem, no total, 291 episódios, quase o dobro de seu antecessor. Em suma, é devido ao infame “filler”, ou episódios de “encher linguíça”. Isso levou ao lançamento de ‘Dragon Ball Z Kai’, uma versão remasterizada e reeditada do anime com apenas 167 episódios, ou seja, quase a metade (mais sobre ele, em breve).

‘Z’ continua a história de Goku, agora acompanhado por seu filho, Gohan, enquanto ele luta contra forças incluindo os invasores alienígenas Saiyajins, o imperador galáctico Frieza e o andróide Cell. Vários dos elementos mais populares da franquia foram introduzidos aqui, como as transformações Super Saiyan ou o eterno rival de Goku, Vegeta.

Onde ver Dragon Ball Z, anime derivado
Uma das imagens mais icônicas dos anos 90 (Crédito: Toei Animation)

Quantos episódios ‘Dragon Ball Super’ tem?

A série que segue cronologicamente os eventos de ‘Z’ é na verdade a mais recente de todas as parcelas da franquia. Exibido entre 2015 e 2018, ‘Super’ tem 131 episódios.

‘Super’, no entanto, se passa antes dos episódios finais de ‘Z’, no salto de 10 anos entre a derrota de Buu (episódio 287) e o 28º Torneio de Artes Marciais (episódio 289). Aqui, Goku e seus amigos enfrentam vilões de calibre ainda maior, no nível das divindades que governam o multiverso.

As aventuras de Goku e seus amigos continuarão no anime?

Embora a história de ‘Dragon Ball Super’ tenha continuado em dois filmes (mais sobre eles em breve) e tenha sido estendida um pouco no mangá, não há planos para continuar a adaptação do anime.

Se você quiser saber como as aventuras de Goku e companhia continuam, você terá que ler o mangá. Você pode fazer isso totalmente grátis na plataforma MANGA Plus da Shueisha.

Cena de Dragon Ball Super, anime derivado da famosa franquia
O último arco da história de ‘Dragon Ball Super’ foi um torneio de artes marciais para decidir o destino do multiverso (Crédito: Toei Animation)

‘Dragon Ball GT’ é canônico ou não?

Exibido de 1996 a 1997, ‘Dragon Ball GT’ (de Grand Touring ) foi originalmente a sequência de ‘Z’. No entanto, ao contrário de seu anime antecessor, foi uma história completamente original por iniciativa da Toei Animation, que não foi baseada no mangá de Akira Toriyama. É a série de anime mais curta da franquia, com apenas 64 episódios.

A sua curta duração deve-se, em grande parte, ao fato de não ter tido uma boa resposta do público. Inicialmente, em vez do combate violento e cheio de ação que definiu ‘Z’, ‘GT’ tentou recapturar o tom de aventura leve do anime original, quando Goku era criança.

Na verdade, a história começa 10 anos após o fim de ‘Z’, quando Goku retorna para o seu corpo infantil por um desejo feito às Esferas do Dragão da Estrela Negra. No entanto, um efeito colateral é que o planeta onde as esferas foram usadas está fadado a explodir em um ano. Assim, o menino Goku, sua neta Pan e Trunks embarcam em uma jornada pelo universo para reunir as sete esferas antes que seja tarde demais.

No entanto, nos anos seguintes à sua conclusão e ainda mais desde o lançamento do ‘Super’, tem havido debate sobre se ‘Dragon Ball GT’ é o cânone dentro da franquia. A resposta curta é: depende para quem você pergunta.

Em 2005, para um box set da série de anime em DVD, o próprio Akira Toriyama definiu ‘GT’ como uma grande “história alternativa do ‘Dragon Ball’ original”, questionando seu status. No entanto, a Toei Animation (o estúdio de animação por trás de toda a franquia) e a Shueisha (a editora por trás do mangá) reconheceram o ‘GT’ como parte oficial do cânone nas linhas do tempo apresentadas nas exibições.

Resumindo: os eventos de ‘Dragon Ball Super’ não eliminam os de ‘GT’, então ambos podem ser considerados parte do cânone. Claro, algumas coisas se tornam mais difíceis de explicar.

Onde assistir aos filmes de ‘Dragon Ball’?

Até agora, 20 filmes de animação foram produzidos na franquia.

No entanto, algo que você deve saber é que, com poucas exceções, eles não são canônicos. Quase todos eles contradizem os eventos narrados no anime ou são impossíveis de se encaixar neles. São, em outras palavras, produtos de fanservice que não impactam na narrativa.

Há apenas quatro exceções:

  • ‘Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses’ (2014) e ‘Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza’ (2015) são os dois últimos filmes lançados com o título de ‘Z’ e, na verdade, narram os mesmos acontecimentos dos 26 primeiros episódios de ‘Dragon Ball Super’
  • ‘Dragon Ball Super: Broly’ (2019) e ‘Dragon Ball Super: Super Hero’ (2022), ambos sob o título de ‘Super’.

‘Dragon Ball: A Batalha dos Deuses’ está disponível no HBO Max, Amazon Prime Video e na Claro TV+. Para aluguel e compra via Google Play, Apple TV (iTunes) e Claro TV+.

‘Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza’, ‘Dragon Ball Super: Broly’ e ‘Dragon Ball Super: Super Hero’ no momento não estão disponíveis via streaming no Brasil.

Se você quiser ver os demais filmes da franquia, não canônicos, eis onde encontrá-los: 

O live-action ‘Dragonball: Evolution’ (2009) está disponível no STAR+.

‘Dragon Ball: A Lenda de Shenron’ (1995), Dragon Ball Z: A Descoberta do Herói (2001), Dragon Ball Z – A História de Trunks (2001), Dragon Ball Z: O Ataque do Dragão (2006) estão para aluguel e compra na Apple TV (iTunes).

Então, em que ordem eu assisto ao anime?

Em geral, a ordem é bem direta: a única coisa que difere é o salto de 10 anos no final de ‘Z’, que é onde se insere o ‘Super’.

Em outras palavras, você deve assistir ‘Dragon Ball’ nesta ordem:

  • Todos os 153 episódios do anime original
  • ‘Dragon Ball Z’ até o episódio 287
  • ‘Dragon Ball Super’ e os filmes ‘Dragon Ball Super: Broly’ e ‘Dragon Ball Super: Super Hero’
  • ‘Dragon Ball Z’ dos episódios 288 a 291
  • Todos os 64 episódios de ‘Dragon Ball GT’

E ‘Dragon Ball Z Kai’, o que é?

Como mencionamos anteriormente, ‘Z Kai’ é uma versão remasterizada e reeditada de ‘Z’ que basicamente remove todos os arcos “dispensáveis” para economizar na narrativa. Como resultado, dura apenas 167 episódios.

Em tese, isso o torna uma boa opção para conhecer a franquia, já que quase corta pela metade o anime mais longo. Na versão original japonesa é assim: a animação é mais colorida, tem melhor definição, e tem todas as vozes originais.

Porém, na América Latina, foi decidido trocar o estúdio de dublagem e, por consequência, quase todo o elenco de vozes, decisão que foi mal recebida pelos fãs. Quase nenhum dos atores originais forneceu suas vozes para ‘Z Kai’.

No entanto, se você estiver interessado em assistir ‘Dragon Ball Z Kai’, poderá encontrar todos os episódios na HBO Max.

E ‘Super Dragon Ball Heroes’, o que é?

Este último não é realmente um anime canônico dentro da franquia. Em vez disso, é apenas uma série promocional da web para acompanhar o videogame e o jogo de cartas de mesmo nome. Não tem o envolvimento de Akira Toriyama, embora seja produzido pela Toei Animation.

‘Super Dragon Ball Heroes’ segue Goku e Vegeta após a conclusão de ‘Super’. Os heróis estão presos em um planeta misterioso onde devem enfrentar inimigos poderosos para reunir as esferas especiais do dragão e escapar. À medida que avança, a série da web combina elementos de toda a franquia (incluindo ‘Super’ e ‘GT’) em uma narrativa multiversal.

Até o momento, a série conta com 47 episódios que, no Japão, estão disponíveis no site oficial do jogo. No entanto, atualmente não há uma maneira legal de assistí-los no Brasil.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.