priscilla-marcos-super-pets

Priscilla Alcantara, de ‘DC Liga dos Superpets’, revela importância de pet na pandemia: “Ela me salvou”

Em entrevista exclusiva em vídeo, Priscilla Alcântara e Marco Luque contam como foi dublar a nova animação a DC, quais são os heróis favoritos e a relação com os pets

30 de julho de 2022 16:07
- Atualizado em 1 de agosto de 2022 18:47

O mais recente lançamento do mundo do super-heróis é a animação ‘DC Liga dos Superpets’, em cartaz nos cinemas do Brasil. O filme mostra como Krypto, O Supercão, ficou amigo de outros animais dotados de poderes. A história, que é divertidíssima, fica ainda melhor com o jeitinho brasileiro da dublagem nacional.

Batemos um papo com Priscilla Alcantara, que é a PB; e Marco Luque, que dá voz ao Chip, que fazem parte do time de dubladores. Além deles, o elenco local tem Marcelo Garcia como Krypto, Duda Espinoza como Ace, Ilka Pinheiro como Mirtes, Guilherme Briggs como Superman, Duda Ribeiro como Batman e Angélica Borges como Lulu.

A dupla nos contou como foi participar dessa experiência em ‘DC Liga dos Superpets’, dos seus heróis favoritos e do período pandêmico.

A seguir, você confere o vídeo do papo – a matéria em texto continua logo após.

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

Publicidade

Marco Luque já trabalhou como dublador antes em ‘O Homem das Cavernas’, ‘Toy Story 4’ e outros. Nessa nova experiência, ele contou sobre seu processo de encontrar a voz do personagem.

“Todo personagem que vou dublar, fico imaginando se eu me transformasse nele e como seria minha voz. Então é uma conta que a gente faz, que voz eu consigo emprestar, como eu seria, qual a personalidade. Perceber também que tipo de raciocínio ele tem, para poder ver que voz encaixa, é um samba gostoso de dançar”, explicou.

Já Priscilla Alcantara tinha trabalhado em ‘Space Chimps: Micos no Espaço’ e estava animada para dublar de novo. “Essa é minha segunda experiência com dublagem e o espaço de tempo foi muito grande, era algo que eu queria muito fazer de novo porque eu amei o universo da dublagem, me encantou muito”, contou.

“Eu achei mais tranquilo essa segunda vez, eu estava tão empolgada que não tiveram grandes dificuldades. Claro que todo trabalho novo tem desafios, mas eu estava muito à vontade. Então, foi muito legal”, completou ela.

Marco Luque e Priscilla Alcantara: parte da DC

Com o trabalho no novo filme, ambos já são super-heróis. Porém, perguntamos a eles quais seriam os seus personagens favoritos dentro do Universo DC – o que causou uma confusão. Tudo porque Marco Luque “roubou” a história da colega, que havia afirmado em outra entrevista ser fã da Mulher-Maravilha por conta da influência da mãe.

Como chumbo trocado não doe, a atriz, cantora e apresentadora se apoderou do relato do Luque, assumindo o Batman como seu herói favorito.

Seja como for, em ‘DC Liga dos Superpets’ Priscila é a porquinha PB, que tem como poder a capacidade mudar de tamanho, além de ser quem mantém o grupo sempre unido. A artista compartilhou o que ela mais gosta na personagem.

“O jeito da PB ver a vida, ela é muito positiva, ela acredita mesmo nas coisas. Ela sonha muito, fica imaginando as coisas da Mulher-Maravilha. Enfim, ela sempre acha que tudo vai dar certo, às vezes as coisas aparentam que não, mas ela está ali, acreditando. Ela mantém a positividade do grupo, os mantém unidos”.

Priscilla Alcantara, de 'DC Liga dos Superpets', conta que seu pet foi fundamental na pandemia: "Ela me salvou"
A Liga dos SuperPets é formada por: Krypto, o cachorro Ace, o esquilo Chip, a porca PB e a tartaruga Mirtes (Crédito: Divulgação/Warner Bros.)

Já Marco Luque é o Chip, um esquilo com dificuldade de controlar seus poderes. O ator também contou o que mais gostou nele. “A descoberta de algo poderoso dentro de si, onde a princípio você não bota fé em si mesmo e, de repente, você percebe que é poderoso. Você tem o seu poder e isso transforma. Bonito até, né? Transformador”.

Os pets foram essenciais na pandemia

Por falar nisso, um dos períodos mais transformadores que vivemos foi durante a pandemia de covid-19, que segue afetando nossas vidas. “A pandemia deixou todo mundo longe um do outro e aí o filme vem, trazendo essa outra perspectiva, de união”, conta Priscilla.

Luque analisa outro ponto, o de como o entretenimento foi (e ainda é) importante: “O que é mais legal é valorizar o trabalho do artista, ainda mais nesse momento de pandemia, onde todo mundo tem que ficar quietinho em casa. Imagina se não houvesse a arte, os artistas, se não tivesse conteúdo?”.

Além disso, os animais de estimação foram essenciais – e ‘DC Liga dos Superpets’ mostra o quanto eles são importantes. “A minha se tornou minha durante a pandemia e eu sempre falo, ela me salvou. Foi um super relacionamento que eu criei e num momento que a gente não tinha muito com quem se relacionar”, compartilhou Priscilla.

Quer assistir à ‘DC Liga dos Superpets’? Veja aqui como comprar ingressos e mais informações do filme.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.