Boseman

Chadwick Boseman, astro de ‘Pantera Negra’, morre aos 43 anos

O ator lutava há quatro anos contra um câncer no cólon

28 de agosto de 2020 23:21
- Atualizado em 29 de agosto de 2020 00:59

O ator Chadwick Boseman morreu nesta sexta, 28 de agosto. O ator norte-americano tinha 43 anos (apesar de algumas fontes creditarem como 42 anos) e, de acordo com a agência Associated Press, batalhava há quatro anos contra um câncer no cólon. Boseman é mais conhecido pelo papel do herói Pantera Negra nos cinemas, imortalizado no filme homônimo e em ‘Capitão América: Guerra Civil‘, ‘Vingadores: Guerra Infinita‘ e ‘Vingadores: Ultimato‘.

“Um verdadeiro lutador. Chadwick perseverou muito durante tudo isso, e trouxe à vocês muitos dos filmes que vocês vieram a amar tanto”, informou a família em um comunicado. “De ‘Marshall: Igualdade e Justiça‘ a ‘Destacamento Blood‘, ‘Ma Rainey’s Black Bottom’ e vários outros – todos filmados durante ou em meio a incontáveis cirurgias e quimioterapia. Foi uma honra em sua carreira trazer o Rei T’Challa à vida em ‘Pantera Negra'”.

O comunicado ainda esclarece que o câncer estava no estágio 4, o mais agressivo. O cólon é uma das partes do intestino grosso.

Chadwick Boseman no papel mais icônico da carreira: o de Pantera Negra (Foto: divulgação / Disney)

Publicidade

Boseman, vale lembrar, nunca falou publicamente sobre a doença durante o tratamento. ‘Pantera Negra‘ chegou aos cinemas justamente dois anos após o início do tratamento, em 2018.

Vida e obra

Chadwick Boseman nasceu em Anderson, na Carolina do Sul, EUA, em 1976 – apesar de algumas fontes afirmarem que teria sido em 1977. Ele cursou a Universidade de Howard, em Washington, recebendo um Bacharelado em Artes e em Direção no ano de 2000. Com a ajuda de uma professora, ele cursou a British American Drama Academy, em Londres.

O ator começou na TV, em 2003, com uma participação na série ‘Parceiros da Vida’. Depois, Boseman ainda apareceu em programas como ‘Lei & Ordem’, ‘CSI: Nova York’, ‘Lie To Me’. ‘Plantão Médico’, ‘Justified’ e ‘Castle’.

O primeiro papel de destaque veio na série ‘Lincoln Heights’, entre 2008 e 2009, aparecendo em nove episódios. Em ‘Sem Saída’ (ou ‘Persons Unknown’), que teve apenas uma temporada, o ator fez 13 episódios.

Chadwick Boseman em ’42’: o começo da virada da carreira do ator (Foto: divulgação / Legendary Pictures)

O ponto de virada da carreira foi mesmo o filme ’42: A História de Uma Lenda’, de 2013. Nele, Boseman interpretou o jogador de baseball Jackie Robinson, o primeiro negro a disputar uma partida da MLB.

A relação de Chadwick com os esportes continuou em ‘Draft Day’, filme dirigido por Ivan Reitman. No longa, Kevin Constner é o dirigente de um time da NFL, enquanto Boseman era um grande jogador de futebol americano promissor.

Entra o Pantera Negra

A escalação como o futuro rei T’Challa foi em 2015, para o longa ‘Capitão América: Guerra Civil’. O filme foi lançado no ano seguinte, quando, hoje sabemos, Boseman começava a sua luta contra o câncer.

Isso não o impediu de estrelar ‘Marshall: Igualdade e Justiça’, lançado em 2017 e sobre o primeiro juiz negro da Suprema Corte dos Estados Unidos. No ano seguinte, a Marvel Studios lançou ‘Pantera Negra’ – primeiro longa do estúdio protagonizado por um herói negro (‘Blade’, lançado anos antes, era uma produção da New Line).

Boseman em ‘Marshall’: a história real do primeiro juiz negro da Suprema Corte americana (Foto: divulgação)

Como Rei T’Challa, Boseman passou a representar toda uma parte da sociedade dos EUA e do mundo que não se via na tela de cinema, ao menos entre os super-heróis. Um dos méritos de ‘Pantera Negra’ foi justamente evocar as raízes africanas de um povo, conectando-as diretamente com as lutas do presente. É um filme que dialoga, em muito, com movimentos atuais como o #BlackLivesMatter.

Tudo isso refletiu no sucesso comercial: com US$ 1,34 bilhão de bilheteria mundial, o filme é a 12ª maior bilheteria da história do cinema.

O personagem retornaria ainda em ‘Vingadores: Guerra Infinita’ e ‘Vingadores: Ultimato’, este último a maior bilheteria da história do cinema, sem considerar a inflação.

Em meio a isso, o ator estrelou ‘Crime Sem Saída‘ e teve um importante papel em ‘Destacamento Blood‘, o mais recente filme de Spike Lee.

Aos 43 anos, Chadwick Boseman morre justamente no auge da carreira. Mesmo doente, como ressaltou a família, ele nos entregou seus maiores papeis. Mais do que isso: ele nos entregou inspiração.

Não é só Wakanda que será eterna. O ator que a apresentou ao mundo também o será.