adam-driver-annette

‘Annette’, ‘Titane’, ‘Lamb’ e mais filmes para ver na 45ª Mostra de SP

Separamos algumas produções brasileiras e internacionais para você assistir na Mostra Internacional de Cinema de SP de 2021, que terá exibições online e presenciais

11 de outubro de 2021 10:07
- Atualizado em 12 de outubro de 2021 10:22

Depois de um 2020 com a maioria dos festivais virtuais, este ano as coisas estão mais próximas da normalidade. A Mostra Internacional de Cinema de São Paulo é dos eventos que está se adaptando ao retorno e a 45ª edição será híbrida, com sessões presenciais e online. No último fim de semana, o evento divulgou a lista completa de produções selecionadas que serão exibidas ao público.

Títulos como ‘Annette’, ‘Titane’, ‘Lamb’, ‘Bergman Island’ e os brasileiros ‘7 Prisioneiros’, ‘Medusa’ e ‘Marinheiro das Montanhas’ estarão no festival. Com uma seleção que abrange filmes do mundo todo, destacamos aqui no Filmelier os que estão fazendo mais barulho lá fora – e que mais valem a pena assistir.

‘Titane’, vencedor da Palma de Ouro 2021, está na seleção oficial da Mostra de SP (Crédito: Reprodução/MUBI)

A MUBI – que garantiu os direitos de exibição de muitas produções que estão rodando os festivais no mundo -, garantiu sessões presenciais dos dez longas que estarão na 45ª Mostra de SP.

Publicidade

Confira abaixo nossas escolhas de filmes imperdíveis. Lembrando que o evento ainda divulgará a programação exata de dias, horários e o que será exibido online ou apenas de forma presencial. Você pode acompanhar o site oficial do evento para mais informações em breve – e também para ver a seleção de filmes completa.

‘Annette’

Estrelado por Adam Driver e Marion Cotillard, ‘Annette’ abriu o Festival de Cannes este ano e Leos Carax foi premiado como o melhor diretor na Riveira Francesa. Com roteiro de Ron Mael e Russel Mael, os Sparks Brothers, e Carax, o filme é diferente de qualquer musical que você já tenha visto.

A história acompanha a vida de um comediante (Drive) e uma cantora de ópera famosa (Cotillard). Os dois passam por relacionamento conturbado após o nascimento de sua filha, que dá título ao filme, Annette.

‘Titane’

O grande premiado de Cannes 2021 foi ‘Titane‘, de Julia Ducournau, que voltou ao festival depois de ‘Raw‘ (2016). A vitória entrou para a história pois a francesa se tornou a segunda mulher a ganhar uma Palma de Ouro. A produção gira em torno de um pai, que após uma série de crimes inexplicáveis, se reencontra com o filho que estava desaparecido há dez anos.

Veja o trailer:

O “titane” do título significa “titânio” em português, que, de acordo com a própria sinopse do longa, é “um metal altamente resistente ao calor e corrosão, com ligas de alta resistência à tração”.

‘Má Sorte No Sexo Ou Pornô Amador’

‘Bad Luck Banging or Loony Porn’ ganhou o título de ‘Má Sorte No Sexo Ou Pornô Amador’ no Brasil. Este foi o vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim 2021. O filme, do realizador romeno Radu Jude, satiriza os problemas políticos da Romênia. O longa foi rodado durante a pandemia de covid-19 e é também uma crítica a gestão disso.

Na trama, uma professora vê a sua carreira e reputação ameaçadas depois de uma ‘sex tape’ pessoal ir parar acidentalmente à Internet. Forçada a enfrentar os pais dos seus alunos que exigem a sua demissão, ela se recusa a ceder à pressão.

‘Lamb’

O filme, protagonizado por Noomi Rapace (‘Prometheus’), traz a história de um casal que encontra um bebê em seu celeiro, que é a mistura de um ser humano com um carneiro. ‘Lamb’ é o primeiro longa-metragem do diretor Valdimar Jóhannsson, que também assina o roteiro ao lado do poeta Sjón.

Veja o trailer abaixo:

‘A Crônica Francesa’

Wes Anderson está de volta com ‘A Crônica Francesa‘. A produção vai agradar os jornalistas fãs do diretor, pois é descrito como uma ‘carta de amor’ à profissão. O longa é ambientado na redação de uma revista norte-americana – a inspiração foi a The New Yorker. Na história, o nome da publicação é o mesmo que o do filme, em inglês: The French Chronicle.

O elenco tem Timothée Chalamet e Frances McDormand, Bill Murray, Owen Wilson, Tilda Swinton, Adrien Brody, Stephen Park e Benicio Del Toro.

‘7 Prisioneiros’

Com produção de Fernando Meirelles (‘Cidade de Deus’) e Ramin Bahrani (‘O Tigre Branco’), o longa-metragem conta a história de quatro jovens levados do interior de São Paulo para a capital. Lá, eles são levados para trabalhar no ferro velho de Luca (Rodrigo Santoro), um homem duro e que trata eles como escravos: sem salário, com dívida alta e sem muitas opções.

‘7 Prisioneiros’, lançamento da Netflix para novembro e exibido no Festival de Toronto, é uma das grandes apostas do Brasil para a temporada de premiações.

‘A Noite de Fogo’

A diretora Tatiana Huezo foi premiada em Cannes 2021 na mostra Um Certo Olhar (Un Certain Regard) por ‘A Noite de Fogo’ (Noche De Fuego). O filme é baseado no livro Jennifer Clement e conta a história de três meninas tentando fugir da violência em uma cidade mexicana.

Confira abaixo o trailer:

‘A Hero’

Um dos vencedores do Grande Prêmio do Júri (Grand Prix), segundo mais importante prêmio de Cannes 2021 – ‘A Hero’, de Asghar Farhadi, dividiu a vitória com ‘Compartment No. 6’, de Juho Kuosmanen – é uma das apostas para o Oscar 2022.

O longa conta a história de Rahim, que está preciso deviado a uma dívida que não conseguiu pagar. Durante uma licença de dois dias, ele tenta convencer seu credor a retirar sua reclamação contra o pagamento de parte da quantia. Mas as coisas acabam não saindo como planejado. O novo trabalho de Asghar Farhadi foi muito elogiado em Cannes e era um dos favoritos a Palma de Ouro.

‘A Ilha de Bergman’

Novo trabalho de Mia Hansen-Løve (‘O Que Está Por Vir’), ‘A Ilha de Bergman’ (no título original ‘Bergman Island’) acompanha um casal, Vicky Krieps e Tim Roth, que viaja até uma ilha onde ambos possam escrever roteiros para seus respectivos filmes em um ato de peregrinação para o lugar que inspirou Ingmar Bergman, cineasca sueco. Com o passar do verão e progresso de seus roteiros, ficção e realidade se misturam na paisagem da ilha.

‘Jane By Charlotte’ 

Filme documental sobre a cantora, compositora, atriz e ex-modelo inglesa Jane Birkin, feito por sua filha Charlotte Gainsbourg – que também é uma atriz e cantora franco-inglesa. Fruto do casamento de Birkin com o cantor, compositor e ator Serge Gainsbourg, a obra reflete a relação de mãe e filha.

A diretora disse em uma entrevista disse que o documentário foi uma forma de se aproximar da mãe. ‘Jane By Charlotte’ teve sua estreia no Festival de Cannes 2021.

‘Unclenching The Fist’

O drama russo de Kira Kovalenko levou o prêmio principal da mostra Um Certo Olhar (Un Certain Regard). O longa, que traz uma mulher em busca de sua independência na pequena cidade russa de Ossétia do Norte, que é marcada por histórico de violência.

Veja abaixo o trailer:

‘Memoria’

‘Memoria’, de Apichatpong Weerasethakul, gira em torno de Jessica (Tilda Swinton), uma mulher que simplesmente que não consegue dormir desde que se assustou com um barulho. Ela não sabe se foi um tiro, uma bomba ou sua imaginação. O longa dividiu o Prêmio do Júri em Cannes 2021 com o ‘Ahed’s Knee’, de Nadav Lapid. 

‘A Voz Humana’

O curta-metragem ‘La voz humana’, de Pedro Almodóvar, primeiro produção dele em língua inglesa, terá uma exibição especial na Mostra de SP. Protagonizado pela atriz britânica Tilda Swinton, o filme estreou na última edição do Festival de Veneza.

Recebido com elogios na abertura do Festival Brasil de Cinema Internacional, o curta é uma adaptação de trinta minutos da peça homônima do poeta francês Jean Cocteau (1889-1963), de quem o cineasta é fã. A trama acompanha uma mulher à espera da ligação do companheiro que acabou de deixá-la. Sob o olhar atento do cachorro do ex, também abandonado, ela finge estar bem, mas logo perde o controle.

‘Medusa’

‘Medusa’, da diretora Anita Rocha da Silveira (‘Mate-me Por Favor’), foi muito bem recebido pela crítica internacional na Quinzena dos Realizadores de Cannes 2021. A produção traz um retrato da pressão que a sociedade coloca sobre as mulheres para serem perfeitas.

“Há muitos e muitos anos, a bela Medusa foi severamente punida por Atena, a deusa virgem, por não ser mais pura. Hoje, a jovem Mariana pertence a um mundo onde deve se esforçar ao máximo para manter a aparência de uma mulher perfeita. Para não caírem em tentação, ela e suas amigas se esforçam ao máximo para controlar tudo e todas à sua volta. Porém, há de chegar o dia em que a vontade de gritar será mais forte”, diz a sinopse oficial.

Confira o trailer abaixo:

‘Marinheiro das Montanhas’

Em ‘O Marinheiro das Montanhas’, acompanhamos um retrato íntimo do diretor inspirado na história de seus pais. No longa, Aïnouz embarca em uma viagem à Argélia em busca da cidade natal de seu pai. Em um trajeto de barco, ele faz uma travessia marítima até às Montanhas Atlas em Kabylia – uma região montanhosa no norte do país.

A história, narrada pelo diretor, se entrelaça entre presente, passado e futuro. Fora os detalhes da jornada de Karim Aïnouz, ‘O Marinheiro das Montanhas’ traz também filmagens caseiras e fotos de família em paralelo a vida do realizador.

Lembrando que, em breve, você encontra mais informações sobre horários das sessões no site oficial da Mostra. O festival começa no dia 21 de outubro e vai até 3 de novembro.

Siga o Filmelier no FacebookTwitter e Instagram.