egyptian

Netflix compra tradicional cinema de Hollywood

O serviço de streaming comprou o Egyptian Theatre, cinema fundado em Hollywood na década de 1920

29 de maio de 2020 16:15
- Atualizado em 17 de junho de 2020 12:03

A Netflix anunciou nesta sexta-feira, 29, que completou a aquisição do Egyptian Theatre, um dos cinemas mais tradicionais de Hollywood. Com isso, a empresa de streaming passa a fazer parte da American Cinematheque, associação sem fins lucrativos que comandava o espaço.

Segundo o site Deadline, a ideia é que a associação mantenha sua equipe de curadoria intacta, mantendo controle sobre o principal escopo de programação. No entanto, além de revitalizar o espaço, a Netflix terá sinal verde para promover eventos, estreias e colocar filmes em exibição.

Com isso, abre-se uma possibilidade interessante para o streaming. Afinal, os principais prêmios de cinema exigem que filmes devem ser exibidos em Los Angeles por uma semana. Só assim eles estão aptos à premiação. Tendo um cinema próprio, esse trabalho de exibição é facilitado para a Netflix.

Sala do Egyptian Theatre, em Los Angeles (Crédito: American Cinematheque/Franck Bohbot)

Publicidade

“A American Cinematheque trouxe o Egyptian de volta à vida em 1998, e, juntamente com a Netflix, estamos entusiasmados em continuar a administrá-lo, restaurando-a para uma nova geração experimentar filmes na tela grande”, disse o presidente da associação, Rick Nicita, ao Deadline.

Antes da Netflix

O Egyptian Theatre foi fundado em 1922 por Sid Grauman na era do cinema mudo. Ali, filmes clássicos viram a luz do dia pela primeira vez. É o caso de ‘Robin Hood’; ‘Os Dez Mandamentos’, de Cecil B. DeMille; ‘Em Busca do Ouro’, de Chaplin; e ‘Don Juan’, estrelado por John Barrymore e Mary Astor.

Em 2016, com o apoio financeiro da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, Turner Classic Movies e The Film Foundation, o Egyptian Theatre foi adaptado para exibir filmes de nitrato de 35 m. Hoje, é um dos quatro cinemas nos Estados Unidos capazes de exibir esse material raro.

Enquanto isso, a Netflix, nos últimos anos, tem conquistado cada vez mais esse espaço físico. Afinal, ainda no final de 2019, a empresa de streaming “salvou” o Paris Theatre, um tradicional cinema de rua de Nova York. Foi a forma que a empresa encontrou de estrear alguns de seus filmes originais.