natalia-bbb-curta-3

‘Shed Some Light’: Curta brasileiro com Natália do BBB retrata a autoaceitação do vitiligo

O filme, que está disponível para assistir de graça, conta com a parceria do projeto Uma Questão de Pele

19 de abril de 2022 15:22

O vitiligo foi um dos temas fomentados pela edição 2022 do Big Brother Brasil, já que uma das participantes do programa, Natália Deodato, tem a doença. Agora, o assunto é o foco do curta-metragem ‘Shed Some Light’, que estreia hoje, 19, e pode ser visto gratuitamente no site do filme e no Vimeo.

Marília e Fabio Meirelles, os Irmãos Meirelles, mergulharam nesse universo, e com patrocínio da Filmsupply, líder global em licenciamento de imagens cinematográficas e baseada no Texas (EUA), criaram, roteirizaram e dirigiram essa produção, que explora o processo de aceitação de quem é portador. Estima-se que, no Brasil, três milhões de pessoas convivem com vitiligo, uma doença crônica caracterizada pela perda da pigmentação natural da pele. 

Veja o filme a seguir:

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

Publicidade

‘Shed Some Light’ conta com a parceria do projeto Uma Questão de Pele, idealizado e fundado pela empresária Milena Satyro, que desenvolveu o vitiligo com 27 anos. “Vamos quebrar paradigmas e criar uma comunidade, por meio de pessoas e suas experiências, mostrando o compromisso com o respeito à diversidade e que tudo é uma questão de pele”, disse Milena em comunicado à imprensa.

Sobre ‘Shed Some Light’

Com pouco mais de quatro minutos, o filme é uma exploração visual de pessoas, corpos e histórias reais: Melk Cauthy, 25, lutador de MMA; a própria Milena Satyro, 42; Carlos Henrique, 33, empreendedor; Natália Deodato, 22, modelo e influenciadora que ajudou a dar luz à questão no BBB 22; e Larissa Sampaio, 21, modelo.

Shed Some Light conta com Natália Deodato, participante do BBB 22 (Créditos: Divulgação)
‘Shed Some Light’ conta com Natália Deodato, participante do BBB 22 (Créditos: Divulgação)

“O curta é um retrato do processo de autoaceitação de cinco brasileiros portadores de vitiligo e tem como proposta elevar a cultura das múltiplas naturezas da diversidade no mercado publicitário e na indústria do cinema e do marketing, provocando uma reação em cadeia, promovendo um sentimento de pertencimento e lutando contra o preconceito”, acrescentam os Irmãos Meirelles.

Para mais informações, é só acessar o site do projeto clicando aqui. Lá também é possível encontrar mais informações da produção e dos personagens.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.