Cinemateca Brasileira – São Paulo (SP) - 27.11.2013 - Cinemateca Brasileira, Largo Senador Raul Cardoso, 207 - Vila Clementino. Foto: Jose Cordeiro/SPTuris

Cinemateca Brasileira: organização assume instituição pelos próximos cinco anos

Sociedade Amigos da Cinemateca, fundada em 1962, passa a ser reconhecida pelo governo federal e pretende captar R$ 13 milhões via Lei Rouanet

5 de janeiro de 2022 11:47

Cinco meses depois do incêndio que atingiu um depósito da Cinemateca Brasileira em São Paulo, o governo federal reconheceu a Sociedade Amigos da Cinemateca (SAC) como organização social apta para gerir a instituição pelos próximos cinco anos, segundo o jornal O Globo.

Nesta semana, a SAC firmou contrato de gestão com a Secretaria Especial de Cultura e foi autorizada pelo governo federal para captar R$ 13,1 milhões para conservar e catalogar 3.000 rolos em nitrato de celulose. A captação de recursos será feita por meio da Lei Rouanet e, segundo uma carta anexada pela SAC na solicitação enviada às autoridades, o Instituto Cultural Vale tem a intenção de patrocinar o projeto.

A instituição é responsável por preservar parte da memória do audiovisual brasileiro (Crédito: Divulgação/Cinemateca)

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

Os rolos de nitrato de celulose, quando combinados, configuram 1.800 materiais fílmicos e representam 1,2% do total do acervo da instituição. Esses filmes foram fabricados até 1950 e liberam gases que aceleram o processo de degradação caso os rolos sejam mantidos em compartimentos fechados. A SAC diz que a proteção deles depende de revisões periódicas e da climatização especial do local onde o material está guardado.

Publicidade

No incêndio, 1.003 rolos foram queimados – sendo a maioria de cinejornais produzidos entre as décadas de 1930 e 1950 – e apenas 60% do material perdido contava com cópias. Com a verba captada, a SAC quer salvar o material fílmico, tratar com cuidados especiais e diagnósticos, além de catalogar toda a coleção.

A Sociedade Amigos da Cinemateca, que assumiu a gestão da Cinemateca em outubro de 2021, foi criada em 1962 e é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público. Sua principal missão apoiar e fomentar o funcionamento da Cinemateca Brasileira de forma a contribuir para a defesa, conservação e promoção de seu acervo, fortalecendo o patrimônio histórico, cultural e artístico nacional.

Até 2019, a Cinemateca era administrada pela Fundação Roquette Pinto, mas o contrato foi rescindido unilateralmente pelo governo federal em 2020.

Siga o Filmelier no FacebookTwitter e Instagram.