lily-collins-carreira-perfil-atriz

Lily Collins e os anos invisíveis em que a tornaram a rainha dos filmes de terror

Embora a série ‘Emily em Paris’ tenha impulsionado sua carreira, Lily Collins participou de um grande número de projetos, incluindo filmes de terror; ‘Herança’ é sua mais recente incursão no gênero

Susana Guzmán

  |  
3 de agosto de 2022 10:14

Lily Collins é o tipo de atriz que todo jornalista gostaria de entrevistar. Ela não memoriza ou repete os mesmos discursos. Ao contrário, Collins reflete sobre suas respostas e promove um clima confortável entre os repórteres, os telespectadores e ela. Ela mostra tanta confiança durante as conversas que, muitas vezes, até compartilha experiências pessoais das quais muitos artistas evitam falar sobre publicamente.

Durante seu primeiro tapete vermelho do Oscar, uma jornalista perguntou a Lily sobre seus próximos projetos e ela riu: “Hoje tenho meu teste de elenco para Branca de Neve [filme posteriormente estrelado ela e Julia Roberts], mas estou muito nervosa, não sei se vou ficar com o papel”.

É incomum que estrelas de cinema compartilhem informações sobre suas audições antes de conseguir o papel e, embora pareça que ela disse isso por causa de sua inexperiência com a imprensa — já que a situação aconteceu durante a cerimônia da Academia em que premiaram ‘Um Sonho Possível’, o filme em que ela fez sua estreia como atriz de cinema —, ela ainda mantém a franqueza e a honestidade diante de seu público.

Lily Collins e os anos invisíveis em que a tornaram a rainha dos filmes de terror
Lily Collins como Branca de Neve em ‘Espelho, Espelho Meu’ (Crédito: Divulgação/Imagem Filmes)

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

Publicidade

Agora, uma década depois dessa primeira experiência, Lily Collins foi indicada duas vezes ao Globo de Ouro e estrelou 30 filmes e séries. Em muitos deles, ela encenou com atores conhecidos e populares como Gary Oldman, Julia Roberts, Zac Efron e Julian Moore, enquanto muitos outros projetos foram dirigidos por cineastas de alto nível, como David Fincher.

Muitos dos filmes em que ela participou foram lançados antes de ‘Emily em Paris’, a série da Netflix que fez de Lily Collins uma das atrizes mais populares do momento. No entanto, o reconhecimento dos esforços de Collins não transcendeu a indústria cinematográfica até a estreia do programa da Netflix.

Mesmo as estreias como ‘Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal‘ e ‘Mank‘, filmes que permaneceram na conversa pública por muito tempo, não ajudaram a tornar visível o talento de Collins. Em algumas ocasiões devido ao desvio de atenção para temas virais, como a intriga e euforia causada pela interpretação de Zac Efron como o assassino Ted Bundy ou a transformação física de Gary Oldman em Mank; enquanto outras vezes foi devido ao pouco investimento na promoção de seus projetos.

Durante seus primeiros onze anos de carreira, a atriz de 33 anos estrelou vários filmes de terror. Fez isso com tanto esforço e preparo em cada uma delas que sua atuação poderia ter se destacado não fossem os fatores que dificultaram sua divulgação.

Lily Collins aprendeu a viver o medo na ficção

Antes do nome de Lily Collins ter relação direta com Emily, a atriz formou-se como jornalista na Universidade de Harvard, atuou em até três produções simultaneamente e estava focada em aperfeiçoar suas técnicas no teatro, principalmente para melhorar sua atuação nos filmes de terror. “Acho que quando eu era mais jovem estava muito mais focada no futuro, porque sabia desesperadamente para onde queria ir e para onde estava indo”, disse a atriz à Vogue Australia.

“Sou uma grande fã de criar playlists que sintonizem diferentes emoções e cenas, então às vezes eu ia para um canto e ouvia a música que me ajudava a focar no que deveria sentir”, disse Lily Collins em entrevista ao Hollywood Streams, dando detalhes sobre sua experiência filmando ‘Padre’. “Foi a segunda vez que estive em um set, o medo e o nervosismo continuaram me invadindo. Era hora de mostrar o que eu poderia fazer.”

Além disso, para aumentar a autenticidade do medo nas cenas mais aterrorizantes, ela costuma agir correndo riscos reais, como em alguma sequência de um trem em andamento em ‘Padre’, em que ela tem que fugir, “o caminhão está realmente em movimento, você perde o equilíbrio, sente o vento”, conta Lily.

Lily Collins e os anos invisíveis em que a tornaram a rainha dos filmes de terror
Lily Collins e Paul Bettany em um trem em movimento no filme ‘Padre’ (Crédito: Divulgação/Sony Pictures)

Lily encontra novos desafios no universo do terror e faz o possível para superá-los. Em ‘Herança‘, seu papel como filha de um milionário que lhe deixou uma missão particular exigia uma maior exploração das emoções de seu personagem.

“Eu estava nesse estado constante de ‘Ok, então o que vamos fazer hoje?’ Isso é inquietante, mas, ao mesmo tempo, te estica, como artista, e me ajudou a explorar diferentes lados de mim mesma e do ofício que eu não tinha feito antes. E assim, através de Lauren, eu fui capaz de mergulhar em diferentes lugares emocionais e me colocar no espaço da cabeça dela. Esses eram lugares que eu não tinha estado antes com nenhum outro personagem.”

Lily Collins continua com energia em busca de um futuro de sucesso. Neste momento ela está se preparando para dois novos filmes que, graças à visibilidade que ganhou com sua participação em ‘Emily em Paris’, poderão mostrar a um grande público sua preparação e dedicação como atriz ao longo de seus 13 anos de carreira.

Quer saber mais sobre ‘Herança’, incluindo trailer, link para assistir ao filme e outros motivos para conferir o longa? Clique aqui!

Publicado primeiro na edição mexicana do Filmelier News.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.

28 Susana Guzmán

Susana Guzmán é jornalista especializada em cinema e entretenimento. Escreveu e foi editora de publicações como Cine PREMIERE, Cultura Colectiva e Deforma. A trajetória de redação criativa continua agora no Filmelier.