miranda-cosgrove-carreira-perfil

Miranda Cosgrove: crescer e transcender em meio à fama

A atriz ficou conhecida com ‘Drake e Josh’, porém foi ‘iCarly’ consolidou a carreira da atriz. Agora, Miranda chega ao cinema independente

Susana Guzmán

  |  
27 de junho de 2022 16:37
- Atualizado em 29 de junho de 2022 13:17

“Megan!”, era a frase típica que Drake e Josh, irmãos da famosa série homônima da Nickelodeon, pronunciavam, toda vez que a irmã caçula fazia uma brincadeira com eles e que, sem dúvida, ficou na memória coletiva daqueles que acompanhavam o programa de televisão. Um dos personagens mais amados e odiados entre os fãs e que forjou a carreira de Miranda Cosgrove.

Como um jogo do destino ou um golpe de sorte, Miranda Cosgrove foi descoberta por um agente de talentos enquanto dançava e cantava durante um passeio com seus pais aos três anos de idade na cidade de Los Angeles. Esse gesto incipiente de talento abriu caminho para que ela se tornasse a protagonista de propagandas e produtos comerciais de redes como McDonald’s e Mello Yello. No entanto, não foi até 2003 – embora o IMDb inclua uma participação não creditada como a versão infantil de Lana Lang no episódio piloto de ‘Smallville’ (2001) – que a atriz americana fez sua estreia nas telas graças ao filme ‘Escola de Rock‘, com Jack Black.

Em 2004, o reconhecimento veio para Miranda Cosgrove quando a Nickelodeon a escalou como a irmãzinha malvada, sarcástica e espirituosa da série ‘Drake e Josh’. Mas para Tom e Chris Cosgrove, pais de Miranda que a criaram em um subúrbio de classe média de Los Angeles, a ideia de sua primogênita experimentar a fama tão jovem os fez titubear.

Miranda Cosgrove, crescer e transcender entre a fama
Miranda Cosgrove em ‘Drake e Josh’ (Crédito: Divulgação/Nickelodeon)

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

Publicidade

“Eu definitivamente pensei muito em como aquele agente que se aproximou da minha mãe naquele dia realmente mudou a trajetória de toda a minha vida. Eu não sei se eu teria acabado seguindo uma carreira de atriz ou até mesmo uma carreira na indústria do entretenimento se isso não tivesse acontecido. Meu pai tem uma lavanderia e minha mãe costumava ficar comigo no set quando eu era criança. Me sinto super sortuda por ter as oportunidades que tive na minha vida”, disse a atriz ao portal SBJCT Journal.

Sua popularidade estava em ascensão e assim ela se tornou uma verdadeira estrela da Nickelodeon ao estrelar ‘iCarly’ em 2007, uma comédia onde Carly Shay e seus dois melhores amigos, Sam Puckett e Freddie Benson, criam um webshow que dá título à série. “Comecei este programa quando tinha 13 anos. Quando a Nickelodeon me disse que queria me fazer uma série e me contou a ideia, foi um momento interessante da minha vida, nunca imaginei que seria uma estrela”, disse a atriz durante entrevista em 2021.

As dificuldades de crescer e escolher um caminho

Dimensionar a fama ainda muito jovem não foi fácil para Miranda Cosgrove, principalmente ao vivenciar a transição da infância para a adolescência, e tudo o que isso implica, em meio à atenção midiática.

Miranda Cosgrove lembra como era difícil se desenvolver em um ambiente glamuroso, mas ao mesmo tempo complicado e hostil, que te torna vulnerável a críticas. “Acho que quando você cresce já é um grande desafio descobrir quem você é e querer que as pessoas te entendam e te amem. Estar em um filme ou na televisão pode tornar isso ainda mais difícil porque muitas pessoas formam uma opinião sobre você mesmo sem te conhecer. Quando eu era mais jovem, e as pessoas – que nunca tinham me conhecido – faziam comentários rudes sobre mim, eu queria encontrar uma maneira de fazê-los mudar de ideia.”

Embora abrace alegremente seu sucesso na atuação e na música, Miranda Cosgrove nunca deixou de explorar outras paixões e atividades, como a mais banal para qualquer um de nós: estudar para um diploma universitário.

“Mesmo que eu ame atuar, eu perdi o ensino fundamental e o ensino médio”, explicou ela. “Por volta dos 16 anos comecei a pensar em explorar outras paixões. Por exemplo, eu sempre quis ir para a faculdade, e atuar e cantar me ajudaram a economizar dinheiro suficiente para isso. ‘iCarly’ terminou quando eu tinha 20 anos e logo depois comecei a estudar na University of Southern California. Eu estava realmente ansiosa para buscar novos interesses e ter a experiência universitária.”

Miranda Cosgrove, crescer e transcender entre a fama
Miranda Cosgrove no revival de ‘iCarly’, em 2021 (Crédito: Divulgação/Paramount+)

Embora essa experiência na faculdade tenha aberto seus olhos para entender que atuar é o que ela quer fazer pelo resto de sua vida, na verdade é algo que ela nunca parou de fazer. Durante a era ‘iCarly’, Cosgrove fez parte da série de filmes ‘Meu Malvado Favorito’, dando voz à Margo, uma das filhas adotivas de Gru. Além disso, continuou com sua carreira musical e participou de uma série de séries e filmes como ‘A Casa do Medo’, ao lado de Austin Butler, estrela de ‘Elvis‘ (2022).

“Percebi que, embora não tenha escolhido atuar quando criança, era realmente minha paixão número um. Acho que precisava dar esse passo por um tempo e ir para a faculdade porque queria ter certeza de que atuar era o que eu queria continuar fazendo pelo resto da minha vida”, disse ela ao SBJCT Journal.

Agora com 29 anos, Miranda Cosgrove vê uma imagem melhor da fama e tem plena consciência de que não é necessário agradar a todos. E embora fosse um pouco difícil de entender quando ela era criança, seu objetivo é sempre não levar nada tão a sério.

“A gente sempre volta para os lugares onde foi feliz”, diz um ditado conhecido que ela poderia muito bem usar neste momento de sua carreira. No ano passado, Miranda Cosgrove voltou para aquele projeto que cimentou sua fama na indústria: ‘iCarly’. Mas desta vez, sob as ordens da plataforma Paramount+ em formato revival.

O retorno dessa série da Nickelodeon significou novos desafios para a atriz. Não apenas na tentativa de construir sua experiência como produtora executiva, mas ao mesmo tempo realinhar suas vivência ao lado de Carly com uma visão de maturidade.

“Sou a produtora executiva do programa, estou fazendo coisas que nunca fiz na série original”, disse Cosgrove à Agência EFE. “O primeiro beijo, os primeiros encontros, a primeira briga com meus melhores amigos, tudo isso eu vivi na mesma época que Carly viveu, queria que isso acontecesse de novo, mesmo que a série dessa vez fosse para adultos.”

A segunda temporada do revival de iCarly teve sua estreia em abril passado pelo Paramount+. O caminho de Carly Shay para uma terceira temporada permanece incerto, mas para Miranda Cosgrove seu amor pelas artes cênicas deve permanecer intacto.

Rumo ao cinema independente com ‘North Hollywood’

Obviamente, a carreira de Miranda Cosgrove tem sido mais focada em produções menores, para a televisão. Nas telonas, enquanto teve alguns créditos em filmes depois de ‘Escola de Rock’, a maioria dos papéis dela foram de voz – como a já citada participação em ‘Meu Malvado Favorito’. Além disso, nesse meio tempo ela estrelou ‘3022’, um filme de ficção científica de 2019. No entanto, é ‘North Hollywood’ (que chegou ao streaming brasileiro na última semana) que marca o primeiro trabalho cinematográfico da atriz fora do universo das animações em seis anos.

Miranda Cosgrove, crescer e transcender entre a fama
Miranda Cosgrove e Ryder McLaughlin em ‘North Hollywood’ (Crédito: Divulgação/Synapse)

Trata-se de uma escolha peculiar, pois é um drama indepdendente sobre Michael (Ryder McLaughlin), um garoto que quer ser um skatista profissional contra a vontade de seu pai (Vince Vaughn), que quer que ele vá para a faculdade. Nele, Cosgrove interpreta Rachel, uma garota em sua órbita por quem ele sente um interesse romântico.

“Faço sitcoms desde criança. Eu amo fazer comédia, na verdade, essa é a minha praia. Mas eu estava muito animada para fazer esse filme, porque eu nunca interpretei um personagem como Rachel antes”, disse Cosgrove em entrevista à Complex.

O longa-metragem, escrito e dirigido por Mikey Alfred (produtor de ‘Anos 90‘, outro filme indie sobre o mundo do skate), é parcialmente inspirado em sua história pessoal e na complicada relação com seu pai. “[Mikey] Me disse o quanto o roteiro reflete sua própria infância, sua vida, tudo o que aconteceu com ele, e eu estava muito animada por fazer parte disso”, disse a atriz na mesma entrevista.

No entanto, Miranda não conseguia andar de skate. “Não andei. Sou muito descoordenada, terrivelmente descoordenada, o que poderia ter tornado [este filme] mais atraente para mim. Só porque já vi pessoas andando de skate tantas vezes e gostaria de poder. Então isso me deu uma oportunidade gratuita de sair com essas pessoas divertidas que andam de skate o tempo todo, sem realmente ser uma skatista.”

Será que veremos a atriz novamente em uma produção independente? Só o tempo o dirá. “Eu adoraria ter outra experiência como ‘North Hollywood’ no futuro, fazer outro filme independente e interpretar um personagem que me tirasse da minha zona de conforto, algo que não estou acostumada. Eu acho que é sempre uma coisa interessante.”

‘North Hollywood’, com Miranda Cosgrove, já está disponível no Brasil. Se você quiser saber mais sobre o filme, ver o trailer e conferir onde assistir online, clique aqui.

Publicado primeiro na edição mexicana do Filmelier News.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.

28 Susana Guzmán

Susana Guzmán é jornalista especializada em cinema e entretenimento. Escreveu e foi editora de publicações como Cine PREMIERE, Cultura Colectiva e Deforma. A trajetória de redação criativa continua agora no Filmelier.