'O Urso do Pó Branco': a história real de "Pablo Escobear", o urso que inspira o filme

‘O Urso do Pó Branco’: a história real de “Pablo Escobear”, o urso que inspira o filme

‘O Urso do Pó Branco’, sobre um urso em uma onda assassina depois de ingerir quantidades massivas de cocaína, é inspirado em fatos. Mas a história real é muito diferente

17 de março de 2023 18:53
- Atualizado em 20 de março de 2023 15:10

O Urso do Pó Branco’ (‘Cocaine Bear’) já está nos cinemas, dirigido por Elizabeth Banks, uma comédia de terror sobre um urso negro que, depois de ingerir quantidades absurdas de cocaína lançadas de um avião, embarca em uma série de assassinatos imparáveis.

É uma história tão absurda que, em teoria, não poderia ser real. No entanto, você pode se surpreender ao saber que o filme é inspirado em fatos reais, pelo menos parcialmente. Aqui explicamos quais eventos do filme realmente aconteceram e quais não.

O Urso do Pó Branco (Cocaine Bear)
‘O Urso do Pó Branco’ é sobre um urso viciado em cocaína que comete uma série de assassinatos (Crédito: Universal Pictures)

Atenção: o texto a seguir tem leves spoilers de ‘O Urso do Pó Branco’ abaixo.

‘O Urso do Pó Branco’ é baseado em uma história real?

Publicidade

Resposta curta: sim. Mas aqui vale a pena mencionar que o filme dirigido por Banks e escrito por Jimmy Warden (‘A Babá: A Rainha da Morte‘) toma muitas liberdades criativas com os fatos.

O filme começa em 1985, quando o traficante de drogas Andrew C. Thornton II (interpretado no filme por Matthew Rhys) decide jogar um carregamento de cocaína de seu avião, pois o peso era demais para a aeronave.

Na adaptação, Thornton se machuca ao sair do avião, não consegue abrir seu paraquedas e cai até a morte. O carregamento é encontrado posteriormente por um urso negro, que ingere a cocaína.

Tudo isso é baseado em fatos comprovados. Mas aí acabam as semelhanças entre o que realmente aconteceu e o filme.

Quais são as semelhanças entre a história real e o filme ‘O Urso do Pó Branco’?

Andrew C. Thornton II realmente existiu e era um traficante de drogas que transportava cocaína da Colômbia para os Estados Unidos. Em 11 de setembro de 1985, Thornton e um cúmplice jogaram de seu avião, enquanto sobrevoavam a Geórgia, 40 contêineres de plástico com 34 quilos de cocaína dentro, equivalentes a 20 milhões de dólares na época.

Thornton, assim como no filme, abandonou a nave e caiu até a morte. Logicamente, o que realmente aconteceu é um mistério, mas acredita-se que seu paraquedas estava simplesmente com defeito e ele não conseguiu abri-lo.

Meses depois, em 23 de dezembro, a agência de investigação da Geórgia encontrou o cadáver de um urso negro que morreu após ingerir quantidades excessivas de cocaína. Basicamente, ele morreu de overdose. O Dr. Kenneth Alonso, o médico legista-chefe da agência de investigação, afirmou que o estômago do animal estava “literalmente transbordando de cocaína”.

O que o filme muda em relação à história real?

Praticamente tudo o que acontece entre o incidente do avião e a morte do animal foi modificado. Na realidade, não há registro de que o urso tenha se tornado violento por causa da cocaína e muito menos que tenha matado seres humanos nesse período. Dificilmente é uma história digna de ser adaptada para o cinema.

O Urso do Pó Branco (Cocaine Bear)
O urso no filme tem um gosto excessivo pelo pó branco (Crédito: Universal Pictures)

Em entrevista para a Variety, Elizabeth Banks disse que, após ler a história, sentiu “uma profunda simpatia pelo urso”. “Realmente senti que era muito injusto que esse urso tivesse sido arrastado para um contrabando de drogas que deu errado. Senti que este filme poderia ser a história de vingança do urso”.

Crucialmente, o destino do animal fica ambíguo no final de ‘O Urso do Pó Branco’, então talvez ele tenha passado o resto de sua vida em uma onda assassina enlouquecida, desfrutando do ato de “cafungar”.

O que aconteceu com o “Cocaine Bear”?

Curiosamente, a história real do “Cocaine Bear” tem seus próprios giros estranhos. O Dr. Kenneth Alonso sentiu que não queria desperdiçar o corpo do urso, então o mandou empalhar e doou para a Área Recreativa Nacional do Rio Chattahoochee, na Geórgia. No entanto, o urso desapareceu depois de ser armazenado para protegê-lo de incêndios florestais.

Dizem que o urso empalhado eventualmente apareceu em uma loja de penhores, onde supostamente foi adquirido pelo cantor country Waylon Jennings, embora ele negue isso.

Cocaine Bear real
O (supostamente) verdadeiro urso em exibição (Crédito: Kentucky for Kentucky Fun Mall)

Seja como for, “Cocaine Bear” eventualmente chegou às mãos do shopping Kentucky for Kentucky Fun Mall, onde é exibido como mascote até os dias de hoje e onde também é conhecido pelos apelidos de “Pablo Escobear” e “Cokey the Bear”. Tem sido questionado se é o mesmo urso, devido ao estado de decomposição que tinha originalmente, mas os proprietários afirmam que sim.

‘O Urso do Pó Branco’ (‘Cocaine Bear’) já está nos cinemas. Para saber mais sobre o filme e comprar ingressos, acesse aqui.

Publicado originalmente na edição mexicana do Filmelier News.