Eternos

Chloé Zhao
EternosEternos
(2021)

Trailer

Sinopse

A história épica, que abrange milhares de anos, apresenta um grupo de heróis imortais forçados a sair das sombras para se reunir contra os inimigos mais antigos da humanidade, os Deviantes.

Ficha técnica

Por que assistir a este filme?

Um dos melhores filmes de super-heróis de 2021 e o mais convencional da ganhadora do Oscar Chloé Zhao - se você está em busca de um ‘Nomadland’ ou ‘Domando o Destino’ vai se surpreender com o resultado de ‘Eternos’. Quem achou que fosse uma produção lenta devido ao histórico da diretora, errou: ela conseguiu adaptar uma história como a Marvel Studios gosta e deixou sua marca nos grandes blockbusters de HQs. Apesar disso, ‘Eternos’ é um dos longas mais diferenciados do Universo Cinematográfico Marvel (MCU), foge dos padrões, é extremamente inclusivo e também mostra mais ousadia, tirando aquela imagem de que super-heróis não são humanizado e não nutrem desejos. As discussões são maduras e a trama é um frescor por trazer algo novo. Sem perder as piadinhas e a grandeza do estúdio, Zhao faz um bom trabalho e mostra que consegue comandar um elenco de peso - nos longas anteriores, ela não trabalhava com atores profissionais, tirando Frances McDormand em ‘Nomadland’.

Raíssa Basílio

Raíssa Basílio

Redatora do Filmelier

Como fez com personagens como Shang-Chi e Guardiões da Galáxia, a Marvel Studios pega mais um grupo pouco conhecido dos gibis e os leva para o mundo do cinema: os Eternos, criados por ninguém menos que Jack Kirby - pai de boa parte da Marvel Comics. Para esse desafio, o estúdio chamou uma diretora que, até então, havia feito apenas filmes independentes: Chloé Zhao, que ainda venceria o Oscar por ‘Nomadland’. A partir daí, construiu-se um elenco diverso (temos, por exemplo, os primeiros heróis PCD e LGBTQIA+ do Universo Marvel Cinematográfico) com nomes de peso, como Angelina Jolie, Salma Hayek, Kit Harington, Richard Madden (os dois últimos de ‘Game of Thrones’) e Gemma Chan (‘Podres de Ricos’). O resultado é um filme que destoa do tom geral da Marvel. ainda que repita diversos elementos da fórmula do estúdio, e que se distancia dos trabalhos anteriores de Zhao. Por isso, fãs da cineasta ou da Casa das Ideias: deixem de lado as expectativas pré-concebidas em relação a trabalhos anteriores de ambos os lados. Se fizerem isso, vão encontrar um entretenimento que entrega uma nova mitologia dentro do MCU - e, se isso sozinho não lhe agradar, saiba que a trama tem a sua importância para o que vem a seguir dentro desse universo, principalmente nas duas cenas pós-créditos.

Renan Martins Frade

Renan Martins Frade

Editor-chefe do Filmelier

Onde assistir?

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Indisponível nos cinemas

Disponível em casa

Publicidade