filho-da-mae

‘Filho da Mãe’ mergulha na vida e na trajetória de sucesso de Paulo Gustavo

Documentário exclusivo do Prime Video, ‘Filho da Mãe’ faz homenagem ao comediante que nos deixou precocemente em 2021

Matheus Mans   |  
12 de dezembro de 2022 17:03

Ao pensar nos grandes nomes brasileiros da comédia de hoje, quase impossível não pensar em Paulo Gustavo. Ele, com um humor rápido e afiado, levou milhões aos cinemas e entrou para a história com filmes como ‘Minha Mãe é uma Peça‘ e ‘Minha Vida em Marte‘. No entanto, a morte precoce de Paulo, por conta de complicações causadas pela covid-19, abreviaram essa trajetória de sucesso — que, agora, é o tema do documentário ‘Filho da Mãe’.

Produção exclusiva do Prime Video e que estreia nesta sexta-feira, 16, o filme mostra principalmente os bastidores de uma peça que Paulo Gustavo realizou com sua mãe antes da pandemia. No palco, o comediante se prontificou a realizar alguns dos sonhos de Dona Déa, como cantar algumas de suas músicas preferidas. No entanto, mais do que isso, também vemos a vida de Paulo Gustavo no dia a dia e alguns relances de sua história e formação como artista.

Cena de Minha Mãe é uma Peça, com Paulo Gustavo, homenageado em Filho da Mãe
Dona Hermínia, inspirada na mãe Dona Déa, foi uma das personagens mais queridas de Paulo Gustavo (Crédito: Downtown/Paris)

“O Paulo Gustavo fez essa apresentação para homenagear a mãe dele em vida. Ele quis registrar tudo do espetáculo e os bastidores. Quando ele partiu, existia todo esse material”, explica a diretora do documentário, Susana Garcia, que também comandou ‘Minha Mãe é uma Peça’. “A gente sabia que era um material muito rico, já que era sobre a relação dele com a mãe e de relações profissionais. Aí a Malu Miranda, [do Prime Video], sugeriu fazer essa homenagem”.

Publicidade

Durante a pandemia, conta o viúvo Thales Bretas, Paulo Gustavo chegou a começar a trabalhar na edição desse material. Na época, ele tinha assinado um contrato com o streaming para produzir conteúdo. “Ele queria um mix de emoção e de piada. Queria esmiuçar a relação e a origem dessa relação com a Dona Hermínia. Já eram uns seis ou sete episódios editados. Depois tudo tomou um rumo diferente e a gente fez um longa para homenageá-lo”, diz Thales.

A partir disso, Susana Garcia começou a trabalhar nesse material para trazer os principais pilares de Paulo Gustavo, com quem conviveu durante anos na direção de longas. “A relação com a mãe, com a família, com amigos, com o marido, o pilar da homossexualidade, o desejo de ser pai. Para isso, usamos o recorte do início da vida profissional dele e termina homenageando a mãe com a peça. Esse registro dele precisa trazer alegria para as pessoas”, afirma.

Dona Déa, a outra estrela de ‘Filho da Mãe’

Além de toda homenagem para Paulo Gustavo, ‘Filho da Mãe’ também não deixa de ser uma celebração de Dona Déa, essa mãe que inspirou o comediante a criar sua principal personagem. “Ele dizia, desde pequeno, que ele ia fazer tudo que eu fazia. Ele se tornou uma pessoa observadora na família. E um dia ele falou que ia escrever tudo sobre a minha vida”, diz Déa. “Hermínia não era só eu. Era um clã. Minha vó também era maluca de pedra, minha mãe também”.

Na coletiva, foi impossível não sentir a emoção de Dona Déa ali, na primeira fileira, próximo da mãe de Paulo Gustavo. Ela se emocionava e logo um lencinho branco ia em direção aos olhos para secar as lágrimas que ali surgiam. Como falar do filho que se foi tão cedo e com quem teve uma relação tão próxima? “Ele falava muito de morte. Parece que ele sabia que isso ia acontecer. Fazia tudo muito depressa, muito corrido. Era apaixonado pelo marido, pela família”.

Thales Bretas, sentado bem ao lado de Dona Déa, também não escondeu a emoção — ainda que de maneira mais discreta do que Dona Déa. Hoje, afinal, ele cria os dois filhos que teve com Paulo Gustavo e, no documentário, fica perceptível detalhes das relações do casal e, principalmente, como os filhos se tornaram pilares em suas vidas.

“Ele tinha vulnerabilidades e inseguranças que eu via dentro de casa. O documentário representa momentos importantes da nossa vida. É uma ode ao que a gente construiu juntos. O documentário tem o amargo e o doce”, diz o viúvo, acrescentando ainda uma reflexão. “Do nosso legado como casal, o que mais ficou e mais me marca é como isso ajudou outros casais a se assumirem. A gente tinha uma vida normal com problemas, amor, viagens. A gente já foi taxado de heteronormativo ou de não fazer direito sua militância. A gente entrou em muitas famílias, o que talvez uma militância mais agressiva não desse certo. Nossa opção era ser monogâmico com filhos. Gays puderam se identificar”.

Onde assistir a ‘Filho da Mãe’?

O documentário pode ser conferido no serviço de streaming Amazon Prime Video a partir desta sexta-feira, 16.

Confira, abaixo, a sinopse oficial de ‘Filho da Mãe’.

‘Filho da Mãe’ é um reencontro com Paulo Gustavo. O filme acompanha os bastidores da última turnê do artista: um show musical com a mãe, Déa, sua grande inspiração para criar Dona Hermínia — personagem principal de Minha Mãe é Uma Peça, e um dos maiores sucessos da história do cinema brasileiro. Com imagens inéditas, o longa mostra a intimidade entre os dois e ainda traz fotos e vídeos da infância e adolescência do ator. Para completar este reencontro, amigos próximos e familiares contam como era conviver com Paulo.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.