retorno-netflix3

‘Retorno’ e ‘Agente Oculto’ mostram os desafios de criar uma franquia na Netflix

Estreia exclusiva da Netflix desta quarta-feira, 27, ‘Retorno’ é sequência direta dos filmes ‘Desconhecida’ e ‘Presságio’

Matheus Mans   |  
28 de julho de 2022 13:53

Na última semana, a Netflix lançou o filme que é a sua grande aposta para criar uma franquia para chamar de sua: ‘Agente Oculto‘. Dirigido pelos irmãos Russo (‘Vingadores: Ultimato’) e protagonizado por Ryan Gosling (‘La La Land’), o longa-metragem é um filme de ação vazio e que não empolgou. O que poucos sabem, porém, é que essa não é a primeira aposta furada da plataforma de streaming em criar uma grande franquia: uma das primeiras empreitadas da gigante do streaming aconteceu na Argentina, em 2018, com os filmes ‘Desaparecida’, ‘Presságio‘ e, agora, o novo ‘Retorno‘.

Estreia na plataforma nesta quarta-feira, 27, o longa-metragem continua os acontecimentos que já foram mostrados pelo cineasta Alejandro Montiel nos outros dois filmes. Pipa (Luisana Lopilato) é um ex-investigadora argentina que, agora, precisa encarar seu passado por conta de um assassinato que acontece no interior do país sul-americano. É a típica história que traz efeitos que os outros dois filmes já se ancoraram: por meio de uma investigação, a personagem de Lopilato vai se desenvolvendo e encontrando a sua própria voz enquanto precisa se olhar de frente no espelho.

Filme encerra trilogia que, desde 2018, não consegue escapar do esquecimento (Crédito: Netflix/Divulgação)

📺 Quer encontrar mais de mil sugestões de filmes para assistir na Netflix? Confira aqui!

Publicidade

É uma saída batida, reciclada em uma trama que nada tem de novo. Afinal, não só foi usada nos outros dois filmes da franquia, inspirada em livros de Florencia Etcheves, como também em dezenas de outros filmes. A investigação é apenas um ponto de partida para que a alma atormentada desse investigador ou investigadora passe por uma longa transformação. Fica, desde o começo, aquela sensação de mesmice. Além disso, a investigação é colocada tanto em segundo plano que se torna tão previsível quanto o resto de toda a história. É um filme insosso, sem vida.

Problemas, problemas

Essa é só a ponta do iceberg, porém. ‘Retorno’ é um filme que, aos poucos, vai se afogando em problemas. O elenco mesmo mostra cansaço nesta terceira produção — Lopilato, que se entrega com paixão no primeiro filme e é um dos poucos acertos, simplesmente some em meio a essa trama reciclada e sem vida. Tudo avança muito devagar. Há momentos, inclusive, que o diretor Alejandro Montiel parece se esquecer que está dirigindo um thriller. Ele caminha para sentidos opostos do que seria uma história de suspense, abrindo mão do mistério e partindo para um dramalhão.

Nesse amontado de erros, inclusive tendo que pagar a conta por problemas dos outros dois filmes, o filme fica sem graça. Muitos erros vão tirando toda a força do que poderia ser realmente impactante ou, no mínimo, interessante. Terminamos o filme quase sem reação, sem qualquer vontade com aquilo que foi mostrado na tela. Pra esquecer.

‘Retorno’ e as franquias

‘Agente Oculto’ e ‘Retorno’ estão aí para mostrar como não é fácil criar uma franquia. Na última terça-feira, apesar da recepção ruim de ‘Agente Oculto’, a Netflix anunciou uma sequência e um spin-off. Nas redes sociais, a informação repercutiu pouco. Quem comentou algo foi para mostrar espanto. No entanto, ‘Retorno’, que faz parte de um pacote de filmes que a plataforma comprou da FAM Contenidos, mostra como a plataforma às vezes insiste no erro. Lá atrás, em 2018, ‘Desconhecida’ já havia resultados ruins junto ao que foi comentado a partir do público e da crítica.

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

No site IMDb, que agrega notas e informações sobre os filmes, a trilogia vai de mal a pior: 5,6 para ‘Desconhecida’, 5,5 para ‘Presságio’ e, até o momento, modestos 3,7 para ‘Retorno’. A Netflix também não detalha sua audiência, mas dá para sentir como esses filmes não conquistaram público também pelo IMDb. O primeiro tem 4,8 mil avaliações, enquanto o segundo cai para 2,7 mil. O novo filme, que chegou hoje no catálogo, está lá embaixo com 32 avaliações. Ainda deve subir, mas mostra que não aconteceu aquela conexão entre o público, a história e suas sequências.

Esse é o principal calcanhar de Aquiles da Netflix nessa busca por sagas, franquias, trilogias e afins. Desenvolve filmes com muita pressa, esperando que essa seja a grande aposta para enfim ter a sua série de filmes queridinha do público — como foi lá atrás com ‘Stranger Things’, por exemplo. Só que as coisas não funcionam quando são tão calculadas. ‘Retorno’ coloca um ponto final em uma saga que ninguém comenta, ninguém fala, ninguém gosta. Será que é esse o caminho mesmo, no momento que o serviço precisa de mais assinantes? Fica aqui a dúvida.

Saiba mais sobre ‘Retorno’, além de encontrar o link para assistir online, clicando aqui.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.