Filme Marighella Credito: Globo Filmes

‘Marighella’ é o maior vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Com oito estatuetas, ‘Marighella’ foi filme que venceu em mais categorias no evento

12 de agosto de 2022 13:41

Marighella‘, produção do ator e diretor Wagner Moura, foi o maior vencedor da 21º edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. O filme foi o recordista do evento, levando 8 estatuetas das 17 categorias em que estava participando incluindo a de Melhor Ator para Seu Jorge.

A cerimônia, que aconteceu na noite da última quarta-feira, 10, foi apresentada por Camila Pitanga (‘Eu Receberia as Piores Noticias dos Seus Lindos Lábios‘) e Silvero Pereira (‘Bacurau‘) e marcou o retorno do evento presencial.

Além de ‘Marighella’, a categoria de comédia também foi bastante badalada, consagrando ‘Depois a Louca Sou Eu‘, de Julia Rezende, como a ganhadora. O melhor documentário foi para ‘A Última Floresta‘, do cineasta Luiz Bolognesi, e, sem muitas surpresas, ‘Turma da Mônica: Lições‘ levou a melhor na categoria de filme infantil.

Marighella Turma da Monica
Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali começam a enfrentar dilemas da adolescência em ‘Turma da Mônica: Lições(Crédito: Divulgação/Paris Filmes)

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

Publicidade

A seguir, confira a lista completa dos ganhadores.

Lista de vencedores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

  • Melhor longa-metragem de ficção:Marighella
  • Melhor longa-metragem de comédia:Depois a Louca Sou Eu
  • Melhor longa-metragem de documentário:A Última Floresta
  • Melhor longa-metragem infantil:Turma da Mônica: Lições
  • Melhor direção: Daniel Filho, por ‘O Silêncio da Chuva
  • Melhor primeira direção: Wagner Moura, por ‘Marighella’
  • Melhor atriz: Dira Paes, por ‘Veneza
  • Melhor ator: Seu Jorge, por ‘Marighella’
  • Melhor atriz coadjuvante: Zezé Motta, por ‘Doutor Gama
  • Melhor ator coadjuvante: Rodrigo Santoro, por ‘7 Prisioneiros
  • Melhor filme íberoamericano:Ema‘ (Chile)
  • Melhor filme internacional: Nomadland‘ (EUA)
  • Melhor trilha sonora: André Abujamra e Márcio Nigro, por ‘Bob Cuspe: Nós Não Gostamos de Gente
  • Melhor série brasileira de animação: ‘Angeli the Killer’
  • Melhor série brasileira de documentário: ‘Transamazônica: Uma Estrada Para o Passado’
  • Melhor série brasileira de ficção – TV paga/streaming: ‘Dom’
  • Melhor série brasileira de ficção – TV aberta: ‘Sob Pressão’
  • Melhor figurino: Verônica Julian, por ‘Marighella’
  • Melhor maquiagem: Martín Macías Trujillo, por ‘Veneza’
  • Melhor direção de arte: Frederico Pinto, por ‘Marighella’
  • Melhor som: George Saldanha, Alessandro Laroca, Eduardo Virmond Lima e Renan Deodato, por ‘Marighella’
  • Melhores efeitos visuais: Pedro de Lima Marques, por ‘Contos do Amanhã’
  • Melhor direção de fotografia: Adrian Teijido, por ‘Marighella’
  • Melhor roteiro adaptado: Wagner Moura e Felipe Braga, por ‘Marighella’
  • Melhor roteiro original: Henrique dos Santos e Aly Muritiba, por ‘Deserto Particular
  • Melhor montagem de documentário: Ricardo Farias, por ‘A Última Floresta
  • Melhor montagem de ficção: Karen Harley, por ‘Piedade
  • Melhor curta-metragem de ficção: ‘Ato’, de Bárbara Paz
  • Melhor curta-metragem de animação: ‘Mitos Indígenas em Travessia’, de Julia Vellutini e Wesley Rodrigues
  • Melhor curta-metragem de documentário: ‘Yaõkwa: Imagem e Memória’, de Rita e Vincent Carelli

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.