mulan

‘Mulan’: live-action deve ser adiado novamente

Filme deverá perder a data de estreia em 24 de julho, saltando para um período “mais seguro”

25 de junho de 2020 10:45
- Atualizado em 26 de junho de 2020 12:10

Ao que tudo indica, o live-action de ‘Mulan’ não verá mais a luz do dia em julho. Depois do aumento de casos de coronavírus nos EUA nos últimos dias, fontes próximas à produção disseram ao The Hollywood Reporter que o longa-metragem pode saltar de 24 de julho para uma “data mais segura”.

Afinal, para fazer um bom lançamento, a Disney precisa atingir quase que a totalidade de cinemas de Los Angeles e Nova York. No entanto, nos últimos dias, os casos de infecção e morte pelo novo coronavírus aumentaram nessas duas cidades e a reabertura de cinemas passou a ser uma dúvida.

Além disso, em relatório obtido pelo site Deadline, executivos da empresa estariam “descontentes com a possibilidade do filme ser a primeira grande estreia dos cinemas”. Afinal, ‘Tenet’, produção da Warner Bros. Pictures que também está brigando por datas na reabertura, foi adiado para 31 de julho.

‘Mulan’ não deve mais estrear globalmente em julho (Crédito: Divulgação/Disney)

Publicidade

Vale ressaltar, também, que ‘Mulan’ é um filme importante no mercado de cinemas chinês. Lá, apesar da crise do coronavírus ter atingido seu ápice entre os meses de fevereiro e março, os cinemas continuam uma incógnita. O governo, em várias cidades, ainda não liberou a reabertura de salas.

Ainda não há informações sobre o lançamento do longa-metragem em outros mercados, nem no Brasil. No entanto, caso o filme seja de fato adiado nos Estados Unidos, uma nova data global deverá ser anunciada.

Coronavírus em Los Angeles

Los Angeles, cidade da Califórnia, é o coração do cinema nos Estados Unidos. É lá que ficam os principais estúdios e, junto com Nova York, é o principal mercado americano de cinema. E, nos últimos dias, a cidade também está ameaçando se tornar o novo epicentro de covid-19 nos EUA.

Na última terça-feira, 23, a cidade de Los Angeles apresentou 2,3 mil novos casos. Já na quarta-feira, 24, foram 2,5 mil novos casos, segundo números divulgados pelo estado da Califórnia. Portanto, a reabertura dos cinemas deve voltar a fazer parte de um horizonte distante com nova realidade.