homem-aranha-mcu

‘Homem-Aranha’ representa quase 50% dos tíquetes vendidos pela Ingresso.com em 2021

Apenas dez filmes representaram 78% das vendas de ingressos pela empresa durante o ano

31 de dezembro de 2021 13:08
- Atualizado em 19 de janeiro de 2022 18:06

Único filme a alcançar a marca de US$ 1 bilhão de dólares na bilheteria mundial desde 2019, ‘Homem-Aranha: Sem Volta para Casa‘ também chegou a um outro número impressionante no Brasil. De acordo com a Ingresso.com, o longa-metragem do herói representou 43% dos tíquetes vendidos pela empresa, que é a maior tiqueteira do mercado brasileiro.

O levantamento, feito pela própria Ingresso.com, considerou os mais de 500 filmes comercializados pela empresa durante o ano. Desses, dez títulos representaram 78% das vendas. Além do Escalador de Paredes, a lista é completada por ‘Velozes & Furiosos 9’, ‘Eternos’, ‘Venom: Tempo de Carnificina’, ‘Viúva Negra’, ‘Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio’, ‘Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis’, ‘Harry Potter e a Pedra Filosofal’, ‘007: Sem Tempo Para Morrer’ e ‘Duna’.

O Homem-Aranha fez os cinemas voarem alto neste finalzinho de 2021 (crédito: divulgação / Sony Pictures)
O Homem-Aranha fez os cinemas voarem alto neste finalzinho de 2021 (crédito: divulgação / Sony Pictures)

🎞  Quer saber as estreias do streaming e dos cinemas? Clique aqui e confira os novos filmes para assistir!

É claro que o dado precisa ser considerado levando em conta alguns detalhes importantes. O primeiro é que o público ainda tem, em grande parte, o costume de adquirir ingressos na boca do cinema. Sites e apps como a Ingresso.com são utilizados justamente em filmes de grande procura, muitas vezes no período de pré-venda – exatamente onde ‘Homem-Aranha: Sem Volta para Casa’ foi forte, muito por conta do medo de spoilers por parte do público.

Publicidade

Ainda assim, o resultado expressivo do novo filme da Sony e da Marvel Studios revela que a produção foi um enorme respiro para o mercado exibidor após um complicado período de perdas durante a pandemia e com a sombra do streaming crescendo. Por outro lado, olhando para o copo meio vazio, também deixa claro um caminho mais difícil para distribuidores e filmes independentes.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.