Header Ads Netflix v2

Netflix terá publicidade “no começo de 2023”

Anunciada anteriormente, nova faixa de preço será mais barata e contará anúncios

19 de julho de 2022 19:03

Anunciado em março, o novo plano de assinatura da Netflix – mais barato e, em contrapartida, com publicidade – será lançado “no começo de 2023”, afirmou a empresa em carta aos acionistas divulgada nesta terça (19).

“Nós anunciamos recentemente a Microsoft como a nossa parceira de tecnologia e de vendas, e pretendemos lançar esse novo tier no início de 2023″, diz o documento. “Eles estão investindo pesadamente para expandir seus negócios multibilionários de publicidade em vídeo de televisão premium, e estamos entusiasmados por trabalhar com um parceiro global tão forte.”

Originalmente, a previsão era de ter propaganda na plataforma “nos próximos um ou dois anos”.

A Microsoft será a parceira de publicidade da Netflix (crédito: montagem / Filmelier)
A Microsoft será a parceira de publicidade da Netflix (crédito: montagem / Filmelier)

📺 Quer encontrar mais de mil sugestões de filmes para assistir na Netflix? Confira aqui!

Publicidade

O documento também deixa claro que a intenção da Netflix é, após o lançamento, ouvir assinantes e anunciantes, aprendendo com a iniciativa.

“Portanto, nosso negócio de publicidade em alguns anos provavelmente será bem diferente do que parecia no primeiro dia. Com o tempo, nossa esperança é criar um modelo de propaganda de TV melhor do que o linear, mais transparente e relevante para os consumidores e mais eficaz para nossos parceiros de publicidade. Embora leve algum tempo para aumentar nossa base de membros para o nível de anúncios e as receitas de anúncios associadas, a longo prazo, acreditamos que a publicidade pode permitir uma adesão incremental substancial (por meio de preços mais baixos) e crescimento do lucro (por meio de receitas de anúncios).”

Vale ressaltar que os planos atuais, sem propagandas, continuarão disponíveis – e não haverá qualquer mudança nas assinaturas que existem hoje. “Nossa oferta suportada por publicidade de preço mais baixo complementará nossos planos existentes, que permanecerão livres de anúncios”, esclareceu a companhia. “Faz sentido agora dar aos consumidores a opção de uma opção de preço mais baixo com anúncios, se assim o desejarem.”

Netflix e publicidade

A novidade foi anunciada após o pior resultado da Netflix, em número de assinantes, em cerca de dez anos.

“Aqueles que seguem a Netflix sabem que somos contra a complexidade da publicidade e grandes fãs da simplicidade da assinatura”, disse Hastings na oportunidade. “Mas mais fã do que isso, eu sou o maior fã da escolha do consumidor. E permitir aos consumidores que eles possam escolher um preço mais barato, e são tolerantes à publicidade para conseguir o que querem, faz muito sentido”.

Como o executivo deixou claro, a plataforma sempre teve como religião ser contra ter propagandas para os seus assinantes. Porém, com o aumento de cancelamentos e a pressão de Wall Street para aumentar lucros, passa a ser necessário ter um novo plano com anúncios. De um lado, mais barato para o assinante. Do outro, permite à empresa ganhar mais em cada assinatura.

Sede da Netflix em Los Gatos, Califórnia (crédito: divulgação / Netflix)

Nos EUA, o modelo já é adotado por Hulu, Paramount+ e HBO Max, por exemplo – e ele tem ajudado muito na expansão para novos assinantes. O Disney+ é outro streaming que revelou que adotará o modelo em breve, inclusive no Brasil.

Além disso, é possível imaginar que o famoso algoritmo da Netflix, o queridinho da empresa, poderia ajudar a ser mais assertivo na entrega da propaganda. Afinal, da mesma forma que a plataforma sugere novos filmes e séries a partir do que você assiste e gosta, ela tem como entregar anúncios em vídeo baseados nesse mesmo comportamento, aumentando a efetividade e o engajamento.

É o famoso ganha-ganha: o usuário ganha uma opção mais barata de assinatura, Wall Street ganha o tão sonhado aumento de assinantes e de receita, enquanto o mercado publicitário ganha mais uma janela para anúncios.

Agora que já tem a parceria com a Microsoft, a gigante do streaming irá botar o plano em prática. Como disse Bill Gates, no artigo onde cunhou a expressão “conteúdo é rei”: “Conteúdo é onde eu espero que muito do dinheiro de verdade seja feito na Internet, assim como foi na televisão.”

Clique aqui para saber como irá funcionar a publicidade na Netflix.

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.