Ellie em cena do episódio 8 de The Last of Us

‘The Last of Us’: episódio 8 é o mais intenso e perturbador da temporada

Confira a crítica do penúltimo episódio de ‘The Last of Us’. Série da HBO tem capítulo intenso e violento, e o favorito de Bella Ramsey

Vitória Pratini

  |  
6 de março de 2023 00:00
- Atualizado em 5 de março de 2023 23:57

The Last of Us’ está chegando ao fim. O episódio 8 da popular série da HBO foi um dos mais intensos – e surpreendentes – da produção, com algumas revelações de cair o queixo (pelo menos, para quem não conhece ou não se lembra da história do jogo).

Intitulado ‘When We Are in Need’ (‘Estamos Necessitados’, em tradução livre), o penúltimo capítulo de ‘The Last of Us’ é considerado o favorito da atriz Bella Ramsey, intérprete de Ellie. A trama acompanha a personagem ainda lutando para encontrar uma maneira de ajudar Joel (Pedro Pascal, de ‘The Mandalorian’) a se recuperar de sua facada. Paralelamente, a série da HBO Max sai do foco dos protagonistas e apresenta uma nova comunidade local de sobreviventes que tem um segredo sombrio e perturbador. 

Leia abaixo a crítica e recap do Filmelier sobre o episódio 8 de ‘The Last of Us’. Saiba aqui como assistir à série online e com opções gratuitas. Aproveite também para ler as nossas críticas semanais, por episódio:

Publicidade

Atenção: o texto a seguir contém spoilers do episódio 8 de ‘The Last of Us’.

Penúltimo episódio de ‘The Last of Us’ é o mais intenso e surpreendente da temporada

‘The Last of Us’ fez chorar, fez sorrir e finalmente chegou o momento da série inspirar raiva. Após o episódio 7 focado em flashback, o capítulo 8 de ‘The Last of Us’ retorna à história atual. Mais uma vez, a série investe na trama de amadurecimento de Ellie, que precisa sobreviver sozinha no inverno – e buscar comida e recursos para Joel. Mal sabia ela que passaria por momentos (ainda mais) traumáticos.

Quem são os novos vilões de ‘The Last of Us’?

"Quando estamos necessitados, ele proverá", diz faixa de nova comunidade de 'The Last of Us' (Crédito: HBO)
“Quando estamos necessitados, ele proverá”, diz faixa de nova comunidade de ‘The Last of Us’ (Crédito: HBO)

Paralelamente à história de Ellie e Joel, ‘The Last of Us’ apresenta uma nova comunidade local de sobreviventes. Passando por um inverno rigoroso, eles sofrem com a escassez de comida e lamentam a perda de alguns membros do grupo (que não necessariamente morreram de fome, conforme descobrimos mais à frente no episódio).

A comunidade é liderada por David (Scott Shepherd), um pregador que diz ter encontrado a religião após o surto de cordyceps. Ele é o típico sociopata que fala manso, parece simpático, mas inspira medo dizendo ser por um “bem maior”, e cujo poder de convencimento é de gelar a espinha. Scott Shepherd, conhecido por seu trabalho em ‘True Detective’ e ‘Ponte dos Espiões’, está excelente, trazendo uma camada de mistério, suspense e desconforto ao personagem.

Além de Shepherd, o episódio 8 de ‘The Last of Us’ tem a tão esperada chegada de Troy Baker como o segundo em comando de David, James. Baker é mais conhecido por ser o ator original de voz e captura de movimento de Joel. Ele é um dos vários atores originais jogo a participar da série, ao lado de Ashley Johnson, a Ellie do videogame, que interpretará a mãe de Ellie; Merle Dandridge, que reprisou seu papel como Marlene, e Jeffrey Pierce, o Tommy do jogo, na série foi um dos sobreviventes do grupo de Kathleen (Melanie Lynskey).

Troy Baker, o Joel do jogo, aparece como James no episódio 8 de 'The Last of Us'
Troy Baker, o Joel do jogo, aparece como James no episódio 8 de ‘The Last of Us’ (Crédito: HBO)

Assim como no jogo, as histórias se conectam e David oferece ajuda e refúgio para Ellie e Joel. Porém, logo fica claro que há algo errado com esses sobreviventes.

Série da HBO apresenta uma seita religiosa com segredos sombrios

‘The Last of Us’ aposta em cenas de ação bem elaboradas

O penúltimo capítulo da série da HBO é uma montanha-russa de emoções que deixa os fãs da série com o coração na mão. O cineasta Ali Abbasi, especialista em filmes de suspense e drama como ‘Border’ e ‘Holy Spider’, dá à ‘The Last of Us’ uma tensão palpável desde o início, que só aumenta à medida em que Ellie é apresentada à nova comunidade religiosa. O mistério envolvendo o grupo e suas práticas sombrias é uma adição bem-vinda à trama já densa da série.

Acontece que o grupo de David não tem um, mas dois segredos. O primeiro deles é que as três pessoas dessa comunidade que morreram recentemente foram mortas por Joel durante o embate na universidade do Colorado, quando ele levou a facada – e agora, David e os demais querem vingança. Para tanto, a série aposta em cenas de ação bem elaboradas, que incluem uma perseguição emocionante no cavalo; busca no estilo filme de ação; fuga de Ellie no cavalo, e Joel ferido e tendo que se defender.

David (Scott Shepherd) e Ellie (Bella Ramsey) em cena de The Last of Us
Cenas entre David (Scott Shepherd) e Ellie (Bella Ramsey) são intensas e perturbadoras (Crédito: HBO)

Comunidade mais icônica da franquia são os canibais

O outro segredo é que, diante da escassez de comida, David resolveu dar carne humana a seus seguidores. Informação que só é sabida por ele, seu segundo em comando James (Troy Baker), e outros poucos envolvidos que caçam outros sobreviventes para se alimentarem. 

É uma reviravolta chocante na trama que adiciona uma camada adicional de desespero e horror à já sombria realidade pós-apocalíptica. O episódio lida com o tema de canibalismo sem cair em exploração gráfica ou gratuitamente chocante. Mas, definitivamente, a série não é para os fracos.

Cenas entre Bella Ramsey e Scott Shepherd são excelentes

Episódio 8 de The Last of Us é o favorito de Bella Ramsey
Episódio 8 é o favorito de Bella Ramsey, e tem uma carga dramática enorme para a atriz (Crédito: HBO)

A série consegue capturar a essência e a intensidade do encontro de Ellie com os canibais. A cada minuto do episódio, surge uma nova reviravolta chocante e aterrorizante. Bella Ramsey continua a impressionar com sua atuação como Ellie, mostrando uma gama impressionante de emoções ao longo do episódio, seja em cenas de diálogo ou de ação. Ambas exigem muito dela fisicamente e emocionalmente. E Ramsey consegue transmitir toda a raiva e determinação de Ellie, enquanto Shepherd transmite a frieza e o desespero de David diante da situação.

‘When We Are in Need’ é considerado por Ramsey o seu episódio favorito de filmar – apesar de ser psicologicamente árduo e bastante violento. A cena em que Ellie mata David, líder dos canibais, é uma das mais intensas e memoráveis do jogo – e isso também acontece na série. No videogame, o jogador controla Joel enquanto ele luta para salvar Ellie das garras de David, mas é Ellie quem acaba matando o vilão em uma cena violenta e emocionalmente carregada. O mesmo acontece na série da HBO, construindo os degraus para o status emocional de Ellie na segunda temporada.

Assista ao trailer do episódio 8 de ‘The Last of Us’:

Siga o Filmelier no FacebookTwitterInstagram e TikTok.

32 Vitória Pratini

Jornalista especializada em filmes, séries e cultura pop há 8 anos, Vitória Pratini já foi publicada no AdoroCinema, IGN Brasil, Terra e MSN. Hoje, é Estrategista de Conteúdo e Redatora do Filmelier.